segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Desenvolvimento de Projetos/Lei Rouanet

No Brasil, a produção audiovisual depende em muito do fomento governamental. É praticamente inexistente a produção de longas-metragens no país sem o fomento de editais e das leis de incentivos. Para isso, é de extrema importância que o realizador saiba desenvolver um projeto e apresentá-lo de forma correta.

foto: Raquel Dias


O tema de Desenvolvimento de Projetos foi abordado por Antônio Leal que focou especificamente na Lei Rouanet, uma das principais leis de incentivo para cinema de curta-metragem, teatro, música, literatura, etc. A lei permite que empresas possam investir em projetos culturais através de isenção fiscal, ou seja, o investidor deixa de pagar uma porcentagem do imposto de renda e esse dinheiro deve ser investido em um produto cultural.

Um projeto pode ser encaixado em duas categorias. A primeira é a Lei Rouanet simples, na qual o investidor pode abater 64% do valor investido. Já na segunda, garantida pelo artigo 18 da lei, o investidor pode abater 100% do valor investido.

foto: Raquel Dias

A Lei Rouanet é uma lei fundamental para a produção audiovisual e por isso ela é discutida com intensidade e algumas revisões já lhe foram implementadas.

Antônio Leal também mostrou, passo-a-passo, como preencher corretamente os formulários requisitados pela Lei e como enquadrar seu projeto para que ele possa ter mais chances de ser aprovado.

sábado, 27 de novembro de 2010

Oficina de Animação Para Educadores Mediadores

A educação formal assumiu a estrutura sala de aula, quadro negro ou branco e aulas expositivas para trabalhar a formação humana. Contudo, essa mesma educação formal vem percebendo que o prazer pelo conhecimento associado ao lúdico, à imaginação e, principalmente, à expressão criativa pode dar respostas inovadoras a velhos problemas. Por isso, cresce o número de oficinas para educadores que envolvem as artes ou processos de expressão e criação.

foto: Raquel Dias

A oficina ministrada por Daniel Pinna e Eliany Salvatierra Machado pretende formar educadores para a mediação estética em processos educativos.


foto: Raquel Dias

Com quase 30 inscritos, a oficina é uma grande troca entre professores, na qual eles e divertem e participam ativamente de todos os exercícios. Nas aulas, os alunos, além de aprender a fazer um kinoscópio, se concentram no pensamento por trás da animação, na idéia de uma imagem estática que em seguida ganha movimento.

A proposta é a formação e ação de professores que, em conjunto, ressaltam troca de fazer e pensar junto.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Iluminação Cinematográfica com Marina Tedesco


Marina Tedesco, fotógrafa e doutoranda formada pela Universidade Federal Fluminense, ministrou a aula sobre Iluminação para cinema no NPD. A aula ofereceu um panorama geral sobre a função da iluminação, quem é que ilumina uma cena, o papel do fotógrafo de cinema, com quem ele se relaciona diretamente em um set de filmagem, os tipos de refletores e a função que cada um deles executa na iluminação.

Foto: Raquel Dias


O curta-metragem “A Profecia de Asgard”, dirigido por Giu Jorge e ganhador do edital do Ministério da Cultura para Curtas Infanto-Juvenis, foi exibido como estudo de caso após o apanhado geral sobre iluminação e fotografia. Alguns trechos do filme, fotografado pela própria Marina Tedesco, foram selecionados para ilustrar o conteúdo da aula e incitar a curiosidade dos alunos.

Foto: Raquel Dias


O uso da experiência própria da fotógrafa em sala de aula atraiu o interesse tanto dos mais avançados, que queriam saber como os problemas de iluminação foram resolvidos, quanto pelos iniciantes, que tentavam desvendar como a iluminação da cena havia sido feita.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Araribóia Cine - Festival de Niterói


ARARIBÓIA CINE – FESTIVAL DE NITERÓI
23 de novembro a 28 de dezembro de 2010
Fronteiras e Deslocamentos


Em sua nona edição o Araribóia Cine traz para o debate um tema da extrema importância para a contemporaneidade. Focado no tema de “Fronteiras e Deslocamentos” os filmes e debates estarão centrados nas questões referentes às  identidades, territórios, língua, exílio, migrações, viajantes, deslocamentos, além das fronteiras sexuais e de inclusão, entre outros.
A terra de Araribóia irá receber cineastas de todo o Brasil para debater seus filmes ao lado de nomes de reconhecida competência no meio audiovisual brasileiro, e especialistas no tema abordado. 
Pelo quarto ano consecutivo o  ARARIBÓIA CINE conta com o patrocínio da Petrobras (através do edital do Programa Petrobras Cultural), e pela terceira vez com a parceria do SESC, além de antigos parceiros como a Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e o apoio da Prefeitura de Niterói. O festival é realizado pela Universidade Federal Fluminense, a Artifício Cinematográfico e o IBEFEST.

Sessão Curtas e Médias:
26 a 28 de novembro  – MAC – Sessões às 17h e 19h30
Sessões seguidas de debates com presença dos cineastas, atores e pesquisadores. Diversidade de formatos (experimentais, ficções, animações e documentários), diversidade regional (RJ, SP, PE, MG), filmes clássicos e novíssimos. Diretores consagrados e estreiantes.

Mostra Competitiva Digital:
24 a 26 de novembro – SESC Niterói – Sessões às 15h
Pelo quarto ano de competição teremos a presença dos diretores oriundos de RJ, SP, PE, DF, MG, RS e BA, entre outros, além de filmes produzidos por projetos sócio-culturais como o niteroiense Me vê na TV e o carioca Cinema Nosso.

Homenagem a José Carlos Avellar:
Dias: 28 de novembro – MAC – Sessão às 19h30
O Araribóia Cine irá prestar uma merecida homenagem ao crítico, ensaísta, escritor e cineasta José Carlos Avellar cuja contribuição para a crítica audiovisual e a difusão do cinema brasileiro no Brasil e exterior é de extrema importância. Avellar é autor de dezenas de trabalhos sobre o cinema brasileiro e o cinema latino-americano.

Lançamentos:
-       MAC – Será lançado o Caderno de Debates do VII Araribóia Cine. Trata-se da publicação dos debates realizados na edição de 2008. A publicação servirá como material reflexivo a ser utilizado principalmente em escolas e cineclubes.
-       Lançamento dos livros selecionados no Prêmio Sav para publicação em pesquisa em Cinema e Audiovisual que premiou pesquisas e estudos acadêmicos independentes sobre cinema e audiovisual. O livro O filme nas telas – A distribuição do cinema nacional, de Hadija Chalupe da Silva, é resultado da pesquisa junto ao programa de pós graduação em Comunicação da UFF. Os outros dois títulos são Entre lanternas mágicas e cinematógrafos – As origens do espetáculo cinematográfico em Porto Alegre (1861-1908), de Alice Dubina Trusz e Economia da cultura e cinema – Notas empíricas sobre o Rio Grande do Sul, de Leandro Valiati

Debates:
Dia 24 de novembro, quarta – Mesas Triangulares com a participação da Ongs Amigos Na Cultura, de Volta Redonda (RJ) – 10h – SESC
Publico: estudantes de produção cultural, cinema, e público em geral.

Dia 27 de novembro, sábado  – Encontro de Programadores e Curadoria, com a presença de programadores de salas independentes, cineclubes, curadores de festivais. A coordenação da mesa será de Paulo Máttar, e conta com a participação de Glênio Póvoas. – 10h – NPD – Niterói.

Foro Entre Fronteras:
A sessão do Foro Entre Fronteras trará os realizadores do projeto audiovisual de co-produção entre 4 países – Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. A sessão será seguida de debates com os realizadores.
Dia 25 de novembro – Local: UniLaSalle -  19h

Pré–Estréias:
Dia 23 de novembro – Cinemark Plaza Shopping – 20h
Exibição do longa-metragem ELVIS E MADONA, de Marcelo Laffitte. Premiado em diversos festivais o filme trata de forma cômica da história de um amor incomum.
Sinospe: entre Elvis (Simone Spoladore) sonha em ser fotógrafa, mas a necessidade de sustento faz com que aceite o emprego de entregadora de pizza. Madona (Ígor Cotrim) é uma travesti que trabalha como cabeleireira. Ela sonha em produzir um show de teatro de revista. Logo após conhecer Elvis, que é homossexual, elas se tornam grandes amigas. Mas, pouco a pouco, desperta neles um sentimento mais forte que a mera amizade.
Dia: 24 de novembro – Caminhão Cine SESC – Campus do Gragoatá – 20h
Exibição do Longa-metragem FILHOS DE JOÃO, ADMIRÁVEL MUNDO NOVO BAIANO, de Henrique Dantas. O genial  documentário premiado como melhor filme pelo voto de público no Festival de Brasília de 2009, trata de um panorama da música popular brasileira dos anos 60 e 70 através do grupo musical Novos Baianos. Uma retrospectiva do estilo de vida comunitário adotado por seus integrantes e a influência sofrida pelo grupo do cantor João Gilberto.

Caminhão Cine SESC:
-       O Caminhão Cine SESC estará pela primeira vez fazendo exibições ao ar livre:
No campus do Gragoatá, às 20h e na João Saldanha, em Praça Santa Bárbara:
24   de novembro (quarta)  – Pré-estréia de FILHOS DE JOÃO, ADMIRÁVEL MUNDO BAIANO
25   de novembro (quinta) – Programa de curtas com os filmes RECIFE FRIO, de Kleber Mendonça Filho, HOMEM-BOMBA, de Tarcísio Lara Puiati e ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL, de  André Queiróz e  Thaís Bologna.
Na Praça João Saldanha, em Santa Bárbara:
26   de de novembro (sexta) – Programa de curtas com os filmes RECIFE FRIO, de Kleber Mendonça Filho, HOMEM-BOMBA, de Tarcísio Lara Puiati e ERNESTO NO PAÍS DO FUTEBOL, de  André Queiróz e  Thaís Bologna.

CineFoot:
No ano da Copa do Mundo o CineFoot – Festival de Filmes de Futebol marca presença no IX Araribóia Cine apresentando uma programação no UniLaSalle. 24 de Nov, quarta, às 19h e 26 de novembro, sexta, às 17h.

Locais de exibição:
Museu de Arte Contemporânea – Mirante da Boa Viagem, s/no.
SESC Niterói – Rua Padre Anchieta, 56 – Centro
Cinemark Plaza Shopping – Rua XV de novembro, 8 - Centro
UniLaSalle – Rua Gastão Gonçalves, 79 – Santa Rosa
NPD  Niterói – Avenida Rui Barbosa, 388 – São Francisco
IACS/UFF – Rua Lara Vilela, 126 – São Domingos

Venha curtir com a gente!
A entrada é franca!!!

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Oficina de Edição em Adobe Premiere


Cursos de edição de imagem são sempre muito disputados. Foi assim com o Curso de Edição em Final Cut do NPD – Niterói, e não foi diferente com a Oficina de Edição em Adobe Premiere.

foto: Raquel Dias

A oficina ministrada por Ernani Mattos se dedicou a destrinchar o software de edição de imagens e suas diversas ferramentas de corte, transição e efeitos. Os alunos apreenderam os conceitos através de exercícios práticos, nos quais eles executaram fotomontagens a partir de materiais próprios e obtiveram noções de como mixar som utilizando o programa.

Além disso, outros exercícios foram propostos com o intuito de extrair o máximo das possibilidades que o software permite para que os alunos tivessem o maior conhecimento possível sobre as capacidades do mesmo, podendo realizar edições com fotos e imagens em movimento.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Oficina de Storyboard

Reunindo talentosos alunos, a Oficina de Storyboard ministrada por Pedro Ernesto Stilpen, o Stil, foi muito bem sucedida.

A Oficina foi constituída de uma primeira parte teórica, na qual os alunos absorveram conceitos de desenho e linguagem cinematográfica através da análise de roteiros. Em seguida, todos colocaram à mão na massa para trazer histórias próprias que pudessem ser transformadas em um pequeno roteiro.

O pesadelo de uma dos alunos foi escolhido e depois de uma série de processos, cada aluno teve que produzir seu próprio storyboard a partir de um decupagem de planos decidida em conjunto.

foto: Raquel Dias


Com os alunos satisfeitos, a oficina se encerou tendo como característica principal o tom intimista e mais participativo das aulas que ofereceram a oportunidade aos alunos de conhecerem melhor essa importante ferramenta da realização audiovisual.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Encerramento do Curso de Assistência de Direção

Em um clima bem humorado e descontraído a assistente de direção, diretora assistente e diretora de cinema Cris D’Amato ministrou o Curso de Assistência de Direção no NDP – Niterói.

O curso ressaltou a importância do assistente de direção como pessoa-chave na realização cinematográfica e todas as suas funções. Este profissional exerce a ligação do diretor com os outros departamentos do filme e seus integrantes e no exercício de sua função, organização é fundamental.

foto: Raquel Dias


Com isso em mente, as aulas foram pautadas pela utilização do software Movie Magic e suas ferramentas que facilitam em muita a organização na pré-produção e no set e filmagem. Além disso, foram realizados exercícios práticos de montagem de plano de filmagem e ordem do dia de um longa-metragem.

foto: Raquel Dias

No encerramento, os alunos fizeram uma pequena confraternização de despedida para marcar o fim deste agradável período do curso.

Curso de Composição Digital


Ministrado pelo experiente profissional Alexandre Sadcovitz, o Curso de Composição Digital foi um dos mais procurados e requisitados no NPD.

foto: Raquel Dias


As aulas abordam conceitos iniciais de composição de imagens digitais e as ferramentas do software Autodesk Combustion. Este software (alternativa ao After Effects da Adobe) permite criar composições de imagens digitais em movimentos e disponibiliza diversas opções para que o compositor realize o melhor trabalho possível. Segundo o professor, o melhor trabalho em composição é aquele no qual o espectador não consegue perceber onde exatamente se encontra o efeito. É uma tarefa difícil e trabalhosa que exige sensibilidade da parte do realizador, pois o efeito mais detalhado nem sempre é o melhor para a composição da imagem.

O curso ainda mostra o uso do chroma key e suas diversas aplicações. 

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Livro de Jorge Monclar no NPD

Estão disponíveis para venda, na nossa coordenação, alguns exemplares do livro "Linguagem Cinematográfica", de Jorge Monclar, deixados pelo próprio professor ao fim do Curso de Direção de Fotografia, ministrado no NPD - Niterói. Cada volume custa R$ 30,00. Os interessados podem retirar o livro diretamente conosco. Mas fiquem atentos, pois o número de cópias é pequeno. 


terça-feira, 9 de novembro de 2010

Finalização do Curso de Direção de Fotografia


O curso de Direção de Fotografia ministrado por Jorge Monclar no NPD foi encerrado com chave de ouro. As aulas passaram por diversos tópicos essenciais para a formação de diretores de fotografia.

Foto: Raquel Dias


Assuntos como tipos de lentes, filtros, refletores, técnicas de iluminação por áreas dramáticas, iluminação de Chroma key e de cenas que envolvem movimento (por exemplo, em um carro), foram abordados a partir da experiência profissional de Monclar. O dia-a-dia do set de filmagem foi trazido para a sala de aula para que os alunos tivessem a maior noção possível do que executar em suas próprias realizações.

Foto: Raquel Dias


As aulas do curso trouxeram dicas reais do que fazer, evitar e prestar atenção quando se está numa equipe de fotografia de uma obra audiovisual. Essas foram dicas aprendidas na prática pelo experiente profissional que é Monclar. Isso facilitou a troca com os alunos, em sua maioria estudantes de cinema, que dialogaram intensamente com o professor.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Selecionados para a Oficina Tela Brasil


Abaixo estão listados os alunos que foram selecionados para a Oficina Tela Brasil.

Aldecir de Souza Braga Jr
Alice Maria de Figueiredo Souza
Bernardo Martins das Neves Silva
Bernardo Mouzinho Girauta
Camila Vieira Gomes
Daniel de C. S. Azevedo
Felipe de Paula Ferreira
George Luis de Sousa Lopes Jr
Iago Falco Guimarães
Laysa Nunes Rocha
Lucas Ferreira Vargas De Lima
Marcus Vinicius Pompeu de Souza
Particia Tudesco da Silva Araujo
Patricia de Oliveira Vicentino
Rebeca Martins Nunes
Samuel de Souza
Sandra Letícia Figueiredo Costa
Sergio Victor da Silva Machado
Shirleyde Fernandes da Mota
Victor Andrade de Oliveira
 
Ouvintes
 
Alexandre de Mendonça Miranda
Sérgio Luiz Soares Cascaes Teles
João Amaro da Silva

A Oficina será realizada aqui no NPD - Niterói entre os dias 06 e 17 de Novembro.