Fábrica de Roteiros - Encontro com Maurício Bragança


O sétimo encontro da Fábrica de Roteiros contou com a presença de Maurício Bragança, professor do Departamento de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal Fluminense.




Ele falou sobre foco narrativo da estrutura cinematográfica e como isso pode determinar construções diferentes de uma mesma história. Ressaltou a importância da relação entre cinema e literatura e apontou a proximidade com o viés literário dos roteiros Mãos DadasAnjo Passo Livre, de Lise Bastos, Sérgio Cascaes e Dilcea Maria, respectivamente.

Apresentou dois contos, Dentro do Bosque, de Yabu No Naka, referência para o filme Rashomon, de Akira Kurosawa; e A solução, de Clarice Lispector. Com este último conto, Maurício exercitou com os participantes a possibilidade de narrar a história sob o ponto de vista de outra personagem, que não seja o foco narrativo. Esta atividade possibilitou aos roteiristas observar em seus próprios roteiros nuances e perspectivas narrativas que podem estar contidas em outros personagens não totalmente explorados.

Por fim, Maurício propôs que os participantes fizessem uma subversão com os seus roteiros, contassem a história a partir do ponto de vista de um personagem considerado secundário, através de uma ótica contrária à narrativa explorada pelo roteiro.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo chega à Niterói em Junho

O mundo das pessoas com Síndrome de Down é tema do próximo Cine Debate

Cine Nikiti discute a violência urbana no doc "Mataram Meu Irmão"