quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Mostra Cinema e Direitos Humanos entra em cartaz em Niterói no NPD nesta segunda-feira

A 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, realizada em todas as capitais do país, entra em cartaz em Niterói, no Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), nesta segunda-feira, dia 16 de dezembro - e permanece até quarta-feira, dia 18, sempre com sessões às 18h. O NPD vai exibir uma programação compactada, com cinco documentários produzidos no Brasil. A mostra tem entrada gratuita.

No primeiro dia serão exibidos dois filmes: o curta “Caixa D'água: Qui-lombo é Esse?”, de Everlane Moraes Santos, que resgata a história do bairro Getúlio Vargas, localizado em Aracaju (SE), através da narrativa de antigos moradores descendentes de negros escravizados; e “Doméstica”,  longa de Gabriel Mascaro em que sete jovens se tornaram cineastas amadores durante uma semana e filmaram o cotidiano de suas empregadas domésticas. Na terça-feira será exibido “Kátia”, de Karla Holanda, que conta a história de Kátia Tapety, a primeira travesti eleita a um cargo político no Brasil.

O último dia, quarta-feira, conta com As Hiper-mulheres”, de Takumã Kuikuro. Com receio de que sua esposa, já idosa, venha a falecer, um velho pede ao sobrinho que realize o Jamurikumalu, maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa cantar uma última vez. Ainda neste dia, será exibido o curta “Brasília Segundo Feldman”, de Vladimir Carvalho, sobre um registro feito pelo designer Eugene Feldman quando visitou Brasília, na época de sua construção. Carvalho é o diretor homenageado da Mostra em 2013.

A 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é realizada pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura, e vai exibir 38 filmes em formato digital nas 27 capitais brasileiras e no interior do país até o dia 22 de dezembro, alcançando mais de 600 pontos extras de exibição através de cineclubes, pontos de cultura, institutos federais de educação profissional, científica e tecnológica, universidades, museus, bibliotecas, sindicatos, associações de bairros, telecentros, entre outros. De acordo com a ministra de Estado-Chefe de Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário Nunes, a proposta da mostra é utilizar a linguagem cinematográfica para estabelecer um diálogo direto com a população. Ela explica que o evento tem o papel de disseminar e fortalecer a educação e a cultura em Direitos Humanos, alcançando os setores historicamente excluídos ou com menos acesso a bens culturais.

Iniciada em dezembro de 2006, em alusão ao aniversário da Declaração dos Direitos Humanos, a 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é uma produção da Universidade Federal Fluminense (UFF), através do Departamento de Cinema e Vídeo, com apoio da OEI, UNIC-RIO, CTAv, EBC e patrocínio da Petrobras e BNDES. Coordenador da oitava edição da Mostra e Chefe do Departamento de Cinema e Vídeo da UFF, o professor Cezar Migliorin reitera: “uma Mostra de Cinema e Direitos Humanos traz a possibilidade de estarmos recolocando constantemente a necessidade de pensarmos e praticarmos o que são os direitos universais das mulheres e homens do planeta. O cinema traz as perguntas e práticas dos direitos humanos para o cotidiano, para as narrativas e histórias de vida que frequentemente seguem à margem das grandes mídias ou das narrativas dominantes”.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


Serviço
8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul
Quando: De 16 a 18 de dezembro, sempre às 18h
Onde: Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) (Rua Visconde de Uruguai 300, centro, Niterói)
Evento gratuito

Programação

Dia 16, segunda-feira
Caixa D'água: Qui-lombo é Esse?
De Everlane Moraes Santos; Brasil, 2012. 15 min. Documentário. 10 anos.
Resgate da história do bairro Getúlio Vargas através da narrativa de antigos moradores descendentes de negros escravizados, enaltecendo a importância da oralidade na preservação da cultura afro-sergipana presente nesta região.

Doméstica
De Gabriel Mascaro, Brasil, 2012. 75min. Documenário. Livre.
Durante uma semana, sete jovens se tornaram cineastas amadores e filmaram o cotidiano de suas empregadas domésticas.


Dia 17, terça-feira
Kátia
De Karla Holanda, Brasil, 2012. 74min. Documentário. Livre.
História de Kátia Tapety, a primeira travesti eleita a um cargo político no Brasil.

Dia 18, quarta-feira
Brasília Segundo Feldman
De Vladimir Carvalho, Brasil, 1979. 20min. Documentário. Livre.
Material documental filmado pelo 'designer' americano Eugene Feldman, em visita a Brasília na época de sua construção.


As Hiper-mulheres
De Takumã Kuikuro, Carlos Fausto, Leonardo Sette, Brasil, 2011. 80min. Documentário. 10 anos.
Com receio de que sua esposa já idosa venha a falecer, um velho pede para que seu sobrinho realize o Jamurikumalu, o maior ritual feminino do Alto Xingu (MT), para que ela possa cantar uma última vez.

Núcleo de Produção Digital exibe “Carmen Miranda: banana is my business” no dia 12/12

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe na sessão “CineMúsica” desta semana  o filme  “Carmen Miranda: banana is my business”, dirigido por Helena Solberg.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 12 de dezembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária livre.

O documentário conta, a partir de material de arquivo e depoimentos valiosos, a história da estrela brasileira que conquistou a imaginação e o coração do mundo. Carmen Miranda, nascida em Portugal e criada no Brasil, foi uma cantora e atriz que,  já famosa na América do Sul,  em 1939,  é descoberta por Lee Shubert,  que a leva para os Estados Unidos, onde se  torna “The Brazilian Bombshell”. No entanto, para os norte-americanos era  mais conhecida como uma figura caricata que carregava um enorme cacho de bananas na cabeça. O filme tenta resgatá-la dessa trama, devolvendo-lhe o que há de mais fundamental: sua identidade.


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe “Bicho de sete cabeças” dentro do Projeto Saúde Mental no Cinema

Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta quarta-feira, dia 11 de dezembro, às 17h, com entrada gratuita, o filme “Bicho de Sete Cabeças”.

A exibição faz parte do projeto Saúde Mental no Cinema, do Núcleo de Atenção à Saúde do Servidor (NASS) da Fundação Municipal de Educação (FME), e consiste na apresentação de filmes seguidos de debates mediados por convidados. 

“Bicho de Sete Cabeças”, dirigido por Laís Bodanzky e com roteiro de Luiz Bolognesi baseado no livro autobiográfico de Austregésilo Carrano Bueno, “Canto dos Malditos”, tem Rodrigo Santoro, Othon Bastos e Cássia Kiss nos papéis principais. O filme conta a história de Neto (Rodrigo Santoro), um jovem que é internado em um hospital psiquiátrico após seu pai descobrir um cigarro de maconha em seu casaco. Lá, Neto é submetido a situações abusivas. O filme, além de abordar a questão dos abusos feitos pelos hospitais psiquiátricos, também aborda a questão das drogas e a relação entre pai e filho.

“Bicho de Sete Cabeças” recebeu vários prêmios e indicações, dentre eles, o Prêmio Qualidade Brasil, o Grande Prêmio Cinema Brasil e o Troféu APCA de Melhor Filme, além de ser o filme mais premiado do Festival de Brasília e do Festival de Recife.

Após a sessão haverá debate sobre dependência química mediado pelo psicanalista Lenilson Ferreira, autor do livro “Psicanálise: o que ela pode fazer por você”.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe “Loki – Arnaldo Baptista” no dia 5/12

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o filme  “Loki – Arnaldo Baptista”, dirigido por por Paulo Henrique Fontenelle.   Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 5 de dezembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita. 

O documentário retrata a vida e a obra de Arnaldo Baptista, líder e fundador da banda Os Mutantes, um dos grupos musicais mais importantes da MPB e fundamental no movimento musical conhecido por Tropicália. Além do próprio Arnaldo Baptista, vários artistas que acompanharam e participaram da trajetória dos Mutantes e da posterior carreira solo do músico, prestam emocionados depoimentos: Tom Zé, Sérgio Dias (irmão de Arnaldo e que,  junto com Rita Lee, integrava os Mutantes), Gilberto Gil, Roberto Menescal e Liminha. Falam também os fãs mais recentes como Lobão, Sean Lennon e Devendra Banhart,  além de Kurt Cobain e o crítico Nelson Motta. Na parte final o documentário registra a volta dos Mutantes em 2006 (com Zélia Duncan no lugar de Rita Lee), com destaque ao show em homenagem à Tropicália realizado no Barbican Centre, em Londres.

O filme foi exibido em 2008 no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, ganhando o prêmio de Melhor Documentário pelo  Júri Popular em ambas as ocasiões. Na trilha-sonora são ouvidos vários clássicos dos Mutantes, como “Qualquer Bobagem”, “Ando Meio Desligado”, “Balada do Louco”, “Top Top”, “Tecnicolor” e “Panis et Circenses”, algumas delas em versões raras, além de músicas da primeira banda de Arnaldo Baptista, O’Seis; de sua carreira solo; e de outros projetos idealizados pelo compositor, como a peça de teatro Heliogábalo, da qual foi diretor musical.  


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

sábado, 30 de novembro de 2013

Programação do CineAlmoço em Dezembro


Dia 2/12 – 12h30 e 13h
Cartão Vermelho (São Paulo, 1994, 14 min)
Direção: Laís Bodanzky
Lá vem ela! Mata no peito, domina na coxa, toca a bola no vão das pernas...




3 Minutos (Rio Grande do Sul, 1999, 6 min)
Direção: Ana Luíza Azevedo
Três minutos. O tempo de passar o bastão e correr 1.600 metros. De cozinhar um ovo. O tempo de tomar uma decisão que pode mudar a sua vida, antes que “caia a ficha”.

Messalina (Rio Grande do Sul, 2004, 14 min)
Direção: Cristiane Oliveira
Um telefone público insiste em tocar numa avenida de Porto Alegre. Isabel, uma jovem cega, atende o chamado. Um convite faz com que ela mergulhe numa fantasia que irá ajudá-la a quebrar os limites impostos por sua deficiência.

Dia 6/12 – 12h30 e 13h
Desventuras de um dia ou A vida não é um comercial de margarina (São Paulo, 2004, 10 min) (foto)
Direção: Adriana Meirelles
Animação. Logo cedo, trânsito e preocupações ocupam os pensamentos de Luíza. Mal começa a trabalhar e já se vê envolvida nas situações cotidianas que a irritam e entediam. Assim passa o seu dia, tentando cumprir o fluxo de trabalho e assumindo elementos metafóricos de seus sentimentos em cada momento.

Dalva (São Paulo, 2004, 10 min)
Visão poética do cotidiando de uma mãe solteira vivendo na cidade de São Paulo. O sonho contado pela filha transforma seu dia em objeto de reflexão sobre as possibilidades individuais de felicidade.

Dia 9/12 – 12h30 e 13h
Visite decorado (2011, 15 min)
Space dust (2011, 2 min)
Últimos dias (2011, 15 min)

Dia 13/12 – 12h30 e 13h
Golpe no mestre  (2011, 11 min)
Hooji (2012, 17 min)

Dia 16/12 – 12h30 e 13h
A poeira e o vento (2011, 18 min)
My way (2011, 7 min).

Dia 20/12 – 12h30 e 13h
Dona Sônia pediu uma arma para seu vizinho Alcides (2011, 17 min)
A triste história de Kid-Punhetinha (2012, 15 min) 

Classificação etária: 16 anos


sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe curtas nacionais na hora do almoço

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) inicia na segunda-feira, dia 2 de dezembro, o CineAlmoço, com exibições gratuitas nas segundas e sextas-feiras, às 12h30 e 13h , de curtas-metragens nacionais. A sessão é uma opção de atividade cultural compatível com o horário do almoço e voltada, principalmente, para o público que trabalha e mora no centro de Niterói.


Além do dia 2, haverá exibições no mês de  dezembro nos dias 06, 09, 13, 16 e 20. 

A estréia, dia 2, terá a exibição dos curtas Cartão Vernelho, 3 Minutos e Messalina, todos dirigidos por mulheres, no programa “Olhares Femininos”.  O destaque vai para “Cartão Vermelho”, dirigido por Laís Bodansky, mais conhecida por seu aclamado filme “Bicho de Sete Cabeças”, com Rodrigo Santoro.

Fichas técnicas:

Cartão Vermelho (São Paulo, 1994, 14 min) (foto acima)
Direção: Laís Bodanzky
Lá vem ela! Mata no peito, domina na coxa, toca a bola no vão das pernas...

3 Minutos (Rio Grande do Sul, 1999, 6 min)
Direção: Ana Luíza Azevedo
Três minutos. O tempo de passar o bastão e correr 1.600 metros. De cozinhar um ovo. O tempo de tomar uma decisão que pode mudar a sua vida, antes que “caia a ficha”.

Messalina (Rio Grande do Sul, 2004, 14 min)
Direção: Cristiane Oliveira
Um telefone público insiste em tocar numa avenida de Porto Alegre. Isabel, uma jovem cega, atende o chamado. Um convite faz com que ela mergulhe numa fantasia que irá ajudá-la a quebrar os limites impostos por sua deficiência.


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe “Cartola – Música para os Olhos” no dia 28/11

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o filme  “Cartola – Música para os Olhos”, dirigido por Hilton Lacerda (de “Tatuagem”, recém-lançado nos cinemas) e Lírio Ferreira (“Árido Movie” e “Baile Perfumado”).  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 28 de novembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita.

Documentário sobre um dos compositores mais importantes da música brasileira: Agenor de Oliveira, o Cartola. O filme traça um painel da formação cultural do Brasil, convidando a uma reflexão sobre a construção da memória do país. O filme não se concentra na simples biografia ou processo criativo do compositor, mas em encontrar a própria história do samba, através da costura de imagens que interligam a arte do biografado ao lado de um material relacionado à cultura – clássicos do cinema brasileiro, itens de arquivo, shows filmados e depoimentos variados.


O NPD faz parte do programa Olhar Brasil, sendo resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/Minc). No âmbito do município de Niterói, o núcleo está ligado ao Programa Niterói Digital.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

Núcleo de Produção Digital exibe “O Lado Bom da Vida” dentro do projeto Saúde Mental no Cinema



O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe na próxima quarta-feira, dia 27 de novembro, às 17h, com entrada gratuita, o filme “O lado bom da vida”.

A exibição faz parte do projeto Saúde Mental no Cinema, do Núcleo de Atenção à Saúde do Servidor (NASS) da Fundação Municipal de Educação (FME), e consiste na apresentação de filmes seguidos de debates mediados por convidados. 

O filme que inaugura este projeto, “O lado bom da vida”, estrelado por Bradley Cooper, Jennifer Lawrence e Robert de Niro, conta a história de Pat Solatano Junior, um homem que, após passar oito meses em uma instituição psiquiátrica, retorna a casa dos pais. Enfrentando resistências à sua volta, Pat decide refazer sua vida. Em meio a inúmeras dificuldades, Pat conhece Tiffany e através dela encontra sua chance de reconexão com o mundo.

Após a sessão haverá debate sobre bipolaridade mediado pelo psicanalista Lenilson Ferreira, autor do livro “Psicanálise: o que ela pode fazer por você”.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe o documentário “Raça” dentro da Semana da Consciência Negra

O Núcleo de Produção Digital (NPD) de Niterói, em parceria com o Núcleo de Ações Integradas (NAI), da Fundação Municipal de Educação (FME), exibe na próxima segunda-feira, dia 25 de novembro, às 18h, com entrada gratuita, o documentário “Raça”. 

O evento faz parte da Semana da Consciência Negra, que acontece ainda no dia 26 de novembro, às 18h, no auditório da FME (rua Visconde de Uruguai 414, centro), com uma mesa-redonda sobre a Lei 10.639/03, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio.

“Raça”, dirigido por Joel Zito Araújo e Megan Mylan em 2012 é uma co-produção Brasil e Estudos Unidos. Ele mostra a história de três pessoas na linha de frente da luta pela igualdade racial. O esforço do senador Paulo Paim para sancionar a lei do “Estatuto da Igualdade Racial” no Congresso Nacional, em Brasília. O documentário apresenta ainda a luta de Miúda dos Santos – neta de africanos escravizados e ativista quilombola – pela posse das terras e pelo respeito às suas tradições ancestrais da Comunidade Quilombola de Linharinho, no Espírito Santo. E os bastidores da trajetória do cantor, apresentador e empresário Netinho de Paula durante todo o processo de criação e tentativa de consolidar o seu canal TV da Gente, formado majoritariamente por profissionais negros.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe "Bete Balanço"

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica” o filme “Bete Balanço”, dirigido por Lael Rodrigues. Ele será apresentado no dia 14 de novembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita.

“Bete Balanço”, de 1984, é o primeiro longa-metragem da trilogia composta por “Rock Estrela” e “Rádio Pirata”, e deu voz à geração anos 80 do rock nacional: Barão Vermelho, Lobão e os Ronaldos, Celso Blues Boy e Banda Brylho. Conta a trajetória da mineira Bete (Débora Bloch), que se muda para o Rio para tentar a carreira artística. O elenco do filme conta ainda com Lauro Corona, Diogo Vilela, Hugo Carvana, Maria Zilda, Andréa Beltrão e Cazuza.

Cultuado à época do seu lançamento por um público sedento por consumir rock numa era pré-MTV e anterior à popularização do vídeo clipe, o filme apresenta imagens da cidade do Rio de Janeiro pós-ditadura e pós-desbunde que marcaram os anos 1980. A capital carioca é apresentada como um cartão postal que ultrapassa o fundo para ações dos personagens e se apresenta como uma verdadeira personagem da trama.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Núcleo de Produção Digital exibe o documentário “Os Doces Bárbaros”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) dá início à sua sessão “CineMúsica” com a exibição no seu cineclube do documentário “Os Doces Bárbaros”, dirigido por Jom Tob Azulay. O filme será apresentado no dia 7 de novembro, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita.

O documentário registra a turnê de shows “Os Doces Bárbaros”, que aconteceu em 1976 em comemoração aos dez anos de carreira individual de Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil e Maria Bethânia. Foi uma turnê de sucesso que se iniciou por São Paulo e passou por Campinas e Curitiba, mas foi interrompida por um incidente policial em Florianópolis, envolvendo Gil e um flagrante de maconha. Ainda em plena ditadura militar, o caso tomou proporções desmedidas, levando Gil à prisão, julgamento e internamento em clínica de desintoxicação.

“Os Doces Bárbaros” apresenta depoimentos dos geniais baianos, cenas de bastidores, o julgamento de Gil e impagáveis números musicais. Versão integral de 104 minutos sem os cortes da Censura Federal, que o filme sofreu na época do seu lançamento, em 1978.

O NPD faz parte do programa Olhar Brasil, sendo resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/Minc). No âmbito do município de Niterói, o núcleo está ligado ao Programa Niterói Digital.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe documentário sobre Aldir Blanc

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) inaugura a programação do seu cineclube com a exibição do documentário brasileiro “Dois Pra Lá, Dois Pra Cá”, retrato afetuoso do músico, compositor, cronista, jornalista, poeta e sobretudo letrista Aldir Blanc. Imagens de arquivo, depoimentos dos parceiros e do próprio Aldir sintetizam vida e obra do mestre-sala do bairro da Muda.

O média-metragem, de 55 minutos, lançado no Festival do Rio e dirigido por Alexandre Ribeiro de Carvalho, José Roberto de Morais e André Sampaio, terá exibições no NPD nos dias 29, 30, 31 de outubro e 1º de novembro, às 17h, com entrada gratuita.

O NPD faz parte do programa Olhar Brasil, sendo resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/Minc). No âmbito do município de Niterói, o núcleo está ligado ao Programa Niterói Digital.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.

Núcleo de Produção Digital reabre nesta quinta

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) reabre no dia 24 de outubro, quinta-feira, às 11h, em solenidade que faz parte da “Semana de Ciência Tecnologia – Niterói 2013”. Na ocasião haverá uma homenagem ao cartunista e animador niteroiense Pedro Ernesto Stilpen, o Still, com exibição de um documentário sobre o artista, produzido por alunos do curso de cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF).

O evento contará com a presença do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, do secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Waldeck Carneiro, e do subsecretário municipal de Ciência e Tecnologia, Luiz Andrade, entre outras autoridades e profissionais ligados à área de cinema.

O NPD faz parte do programa Olhar Brasil, sendo resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/Minc). No âmbito do município de Niterói, o núcleo está ligado ao Programa Niterói Digital. Além de contar com um telecentro, o NPD terá uma sala de cinema (cineclube), estúdio de gravação e ilhas de edição. Vai oferecer ainda oficinas e palestras gratuitas na área do audiovisual à população de Niterói e do Estado do Rio.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), que se localizava em São Francisco, agora está com sede nova no centro de Niterói, na rua Visconde de Uruguai 300.

terça-feira, 25 de junho de 2013

NPD oferece oficinas na Semana de Inclusão Digital


O Núcleo de Produção Digital (NPD) de Niterói oferece, dentro da Semana de Inclusão Digital, três oficinas abertas ao público. A Oficina de Fotografia, ministrada por Guilherme Ornellas, acontece no dia 27 de junho, quinta-feira, entre 14h e 17h.  No dia 28, sexta-feira, haverá as oficinas de Gimp (software livre de edição), das 8h30 às 11h30, com Carlos Eduardo Cruz (Cadunico) e a de Vídeo com celular, das 14h às 17h, com a equipe da ONG BEMTV.  Todas as oficinas são gratuitas e as inscrições podem ser feitas pelo email npdniteroi@gmail.com.

A Semana de Inclusão Digital é uma realização da Prefeitura de Niterói, da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia e da Fundação Municipal de Educação, e acontece de 25 a 28 de junho, em diversos locais como a Universidade Federal Fluminense (UFF), o Telecentro Barreto e o Espaço Oswaldo Salles.  No dia 27, às 18h, haverá a inauguração da rede wi-fi da Praça da Cantareira e, logo depois, às 21h, show com a Banda Tereza. Mais informações sobre a semana nos telefones 2719-6354/2613-6630 e no email cemintec.niteroi@gmail.com

terça-feira, 21 de maio de 2013

NPD realiza formatura de alunos da Oficina de Micro Metragem Jovem


No dia 16 de maio foi realizada a formatura dos alunos que participaram da Oficina de Micro Metragem Jovem, ministrada pelo cineasta Giu Jorge. Foram dez encontros, nos quais os alunos – crianças entre 10 e 13 anos – tiveram contato com a arte de fazer filmes, assistindo curtas e construindo suas próprias histórias para as telas.

Foto: Lucas Merçon

A cerimônia, que aconteceu na sede do Núcleo de Produção Digital (NPD), no centro de Niterói, contou com a participação do Presidente da Fundação Municipal de Educação, José Henrique Antunes; do Subsecretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Luiz Andrade; da Diretora de Tecnologia da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, Adriana Neves; do diretor do NPD, Guilherme Ornellas e da equipe do Núcleo.

Foto: Lucas Merçon

Foram exibidos no cineclube do NPD, para convidados e familiares dos formandos, os três filmes realizados pelos alunos: “Adeus, Amor”, “O Policial Trapalhão” e “Vingança”.  Cada aluno recebeu, além do certificado de conclusão da oficina, um DVD com os curtas.

Foto: Miguel Vasconcellos

Para ver mais fotos do evento acesse o Tumblr do NPD: http://npdniteroi.tumblr.com/

quarta-feira, 27 de março de 2013

Oficina de Micro Metragem atrai jovens interessados em cinema


A Oficina de Micro Metragem Jovem, que inaugurou as atividades de 2013 do Núcleo de Produção Digital (NPD) no dia 19 de março, atraiu jovens interessados em cinema com idades entre 10 e 13 anos.

Foto: Miguel Vasconcellos


Com base na exibição de filmes, curtas e micro metragens, e em exercícios práticos, as aulas, ministradas pelo professor Giu Jorge, introduzem os alunos às diversas etapas da produção de um vídeo, enfatizando os aspectos da produção de um filme curto – os micro metragens.

Foto: Miguel Vasconcellos


Na etapa final do curso os alunos, divididos em três grupos, filmam e editam o material filmado. Os micro metragens produzidos pela garotada serão exibidos no dia 16 de maio, junto com a formatura da turma. 


Secretário Municipal visita NPD


O secretário Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Waldeck Carneiro, visitou recentemente o Núcleo de Produção Digital (NPD), que será inaugurado em breve. O NPD, cuja sede era em São Francisco, agora está localizado no centro de Niterói, na rua Visconde do Uruguai, 300. O núcleo inaugurou suas atividades em março com uma oficina de Micro Metragem Jovem, ministrada pelo professor Giu Jorge. 

Foto: Miguel Vasconcellos

terça-feira, 12 de março de 2013

Nova sede e Oficina de Micro Metragem Jovem


O NPD Niterói inaugura as atividades de 2013, na sua nova sede, com a oficina de Micro Metragem Jovem. A oficina, ministrada por Giu Jorge, será voltada para jovens entre 10 e 13 anos. Para participar da oficina é necessário realizar uma inscrição online e  fazer a confirmação presencial com o responsável,  trazendo uma cópia do RG, na sexta(15/03) ou na segunda(18/03), das 9h às 17h, ou no sábado(16/03), das 9h às 12h. O novo endereço do NPD é: Rua Visconde do Uruguai, 300 - Centro. 

Clique no cartaz abaixo para mais informações sobre a oficina.





Para preencher o formulário de inscrição clique aqui.