terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Volver” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme “Volver (Volver)”, de Pedro Almodóvar. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 18 de dezembro, quinta-feira, às 15h, com entrada gratuita e classificação etária de 14 anos.

Raimunda trabalha como faxineira para sustentar a filha e o marido. Sua irmã tem um salão de beleza e vive só. Certo dia, a mãe, dada como morta, reaparece para resolver assuntos pendentes. Na exuberante filmografia do diretor espanhol Pedro Almodóvar, que despontou numa Espanha que saía da ditadura, o kitsh e o melodrama se entrelaçam. Mulheres fortes e situações surreais são temas recorrentes a Almodóvar. Em “Volver”, que tem no elenco Penélope Cruz e Carmen Maura, reaparecem de uma forma depurada e sóbria. Prêmio de melhor atriz e roteiro no Festival de Cannes.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Quanto Mais Quente Melhor” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme “Quanto Mais Quente Melhor (Some Like It Hot)”, de Billy Wilder. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 11 de dezembro, quinta-feira, às 15h, com entrada gratuita e classificação etária livre.

Após presenciar um tiroteio entre gângsteres em Chicago, os músicos Joe (Tony Curtis) e Jerry (Jack Lemmon) fogem em um trem para a Flórida, disfarçados como Josephine e Daphne, as duas mais novas integrantes de uma banda de jazz composta só por garotas. O disfarce é perfeito até que uma cantora carente (Marilyn Monroe) se apaixona por “Josephine” e um playboy (Joe E. Brown) cai de amores por “Daphne”. O filme foi indicado a 7 prêmios Oscar.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Playtime – Tempo de Diversão” na sessão Cine Clássico


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme Playtime – Tempo de Diversão (Playtime)”, de Jacques Tati. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 4 de dezembro, quinta-feira, às 15h, com entrada gratuita e classificação etária livre.

No filme, o senhor Hulot (Jacques Tati) tem que se encontrar com um oficial americano em uma versão high-tech de Paris, mas acaba por se perder no meio do labirinto urbano que a moderna e fria arquitetura criou, procurando traços de humanidade e cor em uma metrópole futurista e cinzenta. Seu jeito inocente de observar as coisas acaba criando confusões hilárias entre os turistas que visitam a capital francesa. Nesta, que é a mais cara produção de Tati, ele constrói praticamente uma cidade em estúdio, com restaurantes, farmácia, prédios comerciais e até um aeroporto.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “A Dama Oculta” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme A Dama Oculta (The Lady Vanishes)”, de Alfred Hitchcock. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 27 de novembro, quinta-feira, às 15h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

Durante viagem de trem pela Europa, a jovem Iris torna-se amiga da Srta. Froy. Mas a simpática senhora desaparece misteriosamente e, quando Iris investiga seu paradeiro, os passageiros negam tê-la visto. Lançado em 1938, é o penúltimo filme inglês de Alfred Hitchcock antes de ir trabalhar nos Estados Unidos. Apesar do tom misterioso, que antecipa o clima de paranoia dos anos 1940, é um dos filmes mais cômicos do diretor.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Cinema Paradiso” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme “Cinema Paradiso (Nuovo Cinema Paradiso)”, de Giuseppe Tornatore. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 13 de novembro, quinta-feira,  às 15h, com entrada gratuita e classificação etária livre.

Em uma vila italiana após a Segunda Guerra Mundial, o menino Totò se refugia no pequeno Cinema Paradiso. Alfredo, o projecionista, torna-se seu mentor ao lhe transmitir a paixão pelo cinema. O filme apresenta um tom nostálgico e agrada quem acredita no poder mágico do cinema. Oscar e Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Uma Noite na Ópera” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão Cine Clássico o filme “Uma Noite na Ópera (A Night At The Opera)”, de Sam Wood. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 6 de novembro, quinta-feira,  às 15h, com entrada gratuita e classificação etária livre.

No filme, lançado em 1935, os irmãos Marx (Groucho, Chico e Harpo) embarcam como clandestinos num navio, onde tentam atrapalhar a performance do pomposo astro de ópera Lasspari ao mesmo tempo que tentam ajudar dois jovens apaixonados a ficarem juntos. Foi o primeiro filme dos irmãos Marx feito para a Metro-Goldwyn-Mayer após a saída da Paramount Pictures, além do primeiro em que Zeppo não atuou. Considerada a obra-prima dos irmãos Marx, foi eleita pelo American Film Institute como uma das 100 melhores comédias de todos os tempos, ficando na 12ª posição.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Programação de Novembro do Cineclube do NPD Niterói

06/Novembro
Quinta
Cine Clássico – Uma Noite na Ópera (A Night At The Opera)
Os irmãos Marx (Groucho, Chico e Harpo) embarcam como clandestinos num navio, onde tentam atrapalhar a performance do pomposo astro de ópera Lasspari ao mesmo tempo que tentam ajudar dois jovens apaixonados a ficarem juntos. Considerada a obra-prima dos irmãos Marx, foi eleita pelo American Film Institute  como uma das 100 melhores comédias de todos os tempos, ficando na 12ª posição.
15h / Gratuito


13/Novembro
Quinta
Cine Clássico – Cinema Paradiso (Nuovo Cinema Paradiso)
Em uma vila italiana após a Segunda Guerra Mundial, o menino Totò se refugia no pequeno Cinema Paradiso. Alfredo, o projecionista, torna-se seu mentor ao lhe transmitir a paixão pelo cinema. O filme, dirigido por Giuseppe Tornatore, apresenta um tom nostálgico e agrada quem acredita no poder mágico do cinema. Oscar e Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro e Grande Prêmio do Júri do Festival de Cannes.
15h / Gratuito


20/Novembro
Quinta
Cine Clássico – Adeus, Meninos (Au Revoir, Les Enfants)
Durante a Segunda Guerra na França ocupada pelos nazistas, uma escola católica esconde alunos judeus. O garoto Julien vê com desconfiança a chegada do novo colega Jean, mas logo se torno seu amigo. Em tom simples, mas cheio de detalhes, o filme, baseado nas lembranças de infância do diretor, Louis Malle, deixa de lado a visão romantizada da infância típica de obras autobiográficas ao criar uma parábola sobre o fim da inocência. Ganhador do Leão de Ouro no Festival de Veneza, César de Melhor Filme e Bafta de Melhor Diretor.
15h / Gratuito


27/Novembro
Quinta
Cine Clássico – A Dama Oculta (The Lady Vanishes)
Durante viagem de trem pela Europa, a jovem Iris torna-se amiga da Srta. Froy. Mas a simpática senhora desaparece misteriosamente e, quando Iris investiga seu paradeiro, os passageiros negam tê-la visto. Lançado em 1938, é o penúltimo filme inglês de Alfred Hitchcock antes de ir trabalhar nos Estados Unidos. Apesar do tom misterioso, que antecipa o clima de paranoia dos anos 1940, é um dos filmes mais cômicos do diretor.
15h / Gratuito


Núcleo de Produção Digital (NPD)
Rua Visconde de Uruguai 300. Centro (entre as ruas Marechal Deodoro e Marquês de Caxias)
Tel: 2717-3417


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Cidadão Kane” na sessão Cine Clássico


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme “Cidadão Kane”, de Orson Welles. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 30 de outubro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

Charles Foster Kane é um menino pobre que acaba se tornando um dos homens mais ricos do mundo. Após a sua morte, o jornalista Jerry Thompson é enviado por seu chefe para investigar a vida de Kane, a fim de descobrir o significado de sua última palavra, “Rosebud”.   Entrevistando pessoas do passado de Kane, o jornalista mergulha na vida de um homem solitário, que buscava por meio da aquisição de bens a adoração das pessoas. O filme, que marca a estreia do diretor Orson Welles em 1941, é considerado pelos críticos de cinema o melhor filme da história. 

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “O Enigma de Kaspar Hauser” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme “O Enigma de Kaspar Hauser”, de Werner Herzog. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 23 de outubro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 14 anos.

O filme, dirigido por Werner Herzog em 1974, narra a história do misterioso Kaspar Hauser, homem que aparece em Nuremberg em 1828. A única palavra que sabe pronunciar é cavalo, mas ele amplia seu vocabulário ensinado por uma família que o ajuda e por um padre. Kaspar aprende facilmente música, tricô e jardinagem, mas é um fracasso em compreender as convenções da época, principalmente as ligadas à sociedade, ciência e religião.  

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.




terça-feira, 14 de outubro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Faca na Água” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme “Faca na Água”, de Roman Polanski. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 16 de outubro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 14 anos.

O casal Christine e Andrzej oferece uma carona a um jovem e o convida para continuar o passeio em seu iate. O rapaz aceita e passa a dirigir olhares para Christine. Andrzej enciumado, sente quase que uma necessidade de demonstrar sua superioridade social e intelectual criticando cada movimento do jovem. É o início de um triângulo de atração, tensão e ódio conduzido, neste filme de 1962, pelas mãos do diretor estreante Roman Polanski.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói, tel: 2717-3417.



segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Um Convidado Bem Trapalhão” na sessão Cine Clássico

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme “Um Convidado Bem Trapalhão”, de Blake Edwards. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 9 de outubro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

Hrundi V. Bakshi (Peter Sellers) é um ator indiano todo atrapalhado, que destrói acidentalmente um grande set de filmagem e é despedido por isso. Entretanto, ele acaba sendo convidado por engano para uma grande festa na casa do produtor, onde cria diversas confusões.  O filme, de 1968, inicia a parceria entre Sellers e do diretor Blake Edwards.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.




segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe nesta semana o filme "Os Incompreendidos" na sessão “Cine Clássico”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme Os incompreendidos (Les Quatre Cents Coups)” de François Truffaut. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 2 de outubro, quinta-feira, às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

Desprezado pela mãe e ignorado pelo padrasto, o adolescente Antoine Doniel vive de forma realista o drama da rejeição e da inadequação nas ruas de Paris. Cansado do autoritarismo dos pais e da escola, busca refúgio nos livros, nas amizades e na prática de pequenos delitos. O filme marca a estreia, em 1959, de François Truffaut, sendo um dos mais importantes títulos da “nouvelle vague” francesa. Recebeu a Palma de Ouro de melhor diretor em Cannes e melhor Filme Estrangeiro para a Associação de Críticos de Nova York.


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na Rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “E La Nave Va” na sessão “Cine Clássico”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana, na sessão “Cine Clássico” o filme "E La Nave Va". Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 25 de setembro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.
O filme, dirigido por Federico Fellini em 1983, mostra os eventos ocorridos a bordo de um navio luxuoso, onde os amigos de uma falecida cantora de ópera se reúnem para o funeral dela, ao mesmo tempo em que descobrem que há um grande grupo de refugiados sérvios no convés do navio, recolhidos pelo capitão do navio. Na parte final, o longa assume um tom surrealista.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Crepúsculo dos Deuses” na sessão “Cine Clássico”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme Crepúsculo dos Deuses (Sunset Boulevard)”, de Billy Wilder. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 18 de setembro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

Para fugir dos representantes de uma financeira, Joe Gillis (William Holden) se refugia na decadente mansão de Norma Desmond (Gloria Swanson), antiga estrela do cinema mudo. Quando Norma descobre que Joe é roteirista, contrata-o para revisar o roteiro de “Salomé”, filme que marcará seu retorno às telas. O roteiro é insuportável, mas como o pagamento é bom, Joe aceita. Mas o destino lhe reserva surpresas. O filme, dirigido  por  Wilder em 1950, ganhou o Globo de Ouro de melhor filme (drama), atriz e diretor.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.




segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa” na sessão “Cine Clássico”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “Cine Clássico” o filme “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall)”, de Woody Allen. Ele será apresentado no cineclube do NPD no dia 11 de setembro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

No filme, Alvy Singer (Woody Allen), um humorista judeu e divorciado que faz análise há quinze anos, acaba se apaixonando por Annie Hall (Diane Keaton), uma cantora em início de carreira. Em um curto espaço de tempo eles estão morando juntos, mas depois de um tempo, crises conjugais começam a se fazer sentir entre os dois. A comédia, de 1977, ganhou quatro categorias do Oscar - melhor filme, diretor, atriz e roteiro original.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.




quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Deus e o Diabo na Terra do Sol” na sessão “Cine Clássico”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) retorna nesta semana com uma nova programação do seu Cineclube, a sessão “Cine Clássico”. Na estreia teremos a exibição da versão restaurada e remasterizada digitalmente de “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, obra-prima dirigida por Glauber Rocha.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 4 de setembro, quinta-feira,  às 18h, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.
Indicado à Palma de Ouro em Cannes, o filme (lançado em 1964) completa 50 anos em 2014. Depois de matar o patrão, o vaqueiro Manuel e sua mulher Rosa vagam pelo sertão, encontrando um deus negro, um diabo loiro e o temível Antônio das Mortes. Considerado um dos marcos do Cinema Novo, o filme conta no elenco com Geraldo Del Rey, Yoná Magalhães, Maurício do Valle e Othon Bastos.
O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.




segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Cineclube do Núcleo de Produção Digital de Niterói retorna com programação de clássicos

A partir de setembro, o Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) dá início à sessão “Cine Clássico”, com exibição gratuita de filmes clássicos nacionais e internacionais nas quintas-feiras, sempre às 18h.

No dia 4 de setembro, abrindo a sessão “Cine Clássico”, teremos a exibição da versão restaurada e remasterizada digitalmente de “Deus e o Diabo na Terra do Sol”, obra-prima dirigida por Glauber Rocha, indicada à Palma de Ouro em Cannes e que completa 50 anos em 2014. Depois de matar o patrão, o vaqueiro Manuel e sua mulher Rosa vagam pelo sertão, encontrando um deus negro, um diabo loiro e o temível Antônio das Mortes. Considerado um dos marcos do Cinema Novo, o filme conta no elenco com Geraldo Del Rey, Yoná Magalhães, Maurício do Valle e Othon Bastos.

Dia 11 é a vez de “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall)”, de Woody Allen. No filme, Alvy Singer (Woody Allen), um humorista judeu e divorciado que faz análise há quinze anos, acaba se apaixonando por Annie Hall (Diane Keaton), uma cantora em início de carreira. Em um curto espaço de tempo eles estão morando juntos, mas depois de um tempo, crises conjugais começam a se fazer sentir entre os dois. A comédia, de 1977, ganhou quatro categorias do Oscar - melhor filme, diretor, atriz e roteiro original.

 “Crepúsculo dos Deuses (Sunset Boulevard)” é a atração do dia 18. Para fugir dos representantes de uma financeira, Joe Gillis (William Holden) se refugia na decadente mansão de Norma Desmond (Gloria Swanson), antiga estrela do cinema mudo. Quando Norma descobre que Joe é roteirista, contrata-o para revisar o roteiro de “Salomé”, filme que marcará seu retorno às telas. O roteiro é insuportável, mas como o pagamento é bom, Joe aceita. Mas o destino lhe reserva surpresas. O filme, dirigido por Billy Wilder em 1950, ganhou o Globo de Ouro de melhor filme (drama), atriz e diretor.

Fechando a programação do mês, no dia 25, será exibido “E La Nave Va”. O filme, dirigido por Federico Fellini em 1983, mostra os eventos ocorridos a bordo de um navio luxuoso, onde os amigos de uma falecida cantora de ópera se reúnem para o funeral dela, ao mesmo tempo em que descobrem que há um grande grupo de refugiados sérvios no convés do navio, recolhidos pelo capitão do navio. Na parte final, o longa assume um tom surrealista.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.




quarta-feira, 25 de junho de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe o documentário “Dzi Croquettes” na sessão CineMúsica

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o documentário  “Dzi Croquettes”, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 26 de junho,  quinta-feira,  às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária de 12 anos.

O longa-metragem registra a trajetória do irreverente grupo carioca de atores e bailarinos Dzi Croquettes, que marcou o cenário artístico brasileiro nos anos 70. O conjunto contestava a ditadura por meio do deboche e da ironia e defendia a quebra de tabus sociais e sexuais. O grupo é lembrado por depoimentos de artistas e amigos como Liza Minnelli, Gilberto Gil, Nelson Motta, Marília Pêra, Ney Matogrosso, Betty Faria,  Miéle, Jorge Fernando, Cláudia Raia e Miguel Falabella. Melhor documentário (júri e popular) no Festival do Rio 2009.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.


terça-feira, 27 de maio de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe “Minha Vida em Cor de Rosa” e “A Missão” na sessão “Cine Diversidade em Debate”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), em parceria com o Núcleo de Ações Integradas (NAI), da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia e da Fundação Municipal de Educação (FME), exibe os filmes “Minha Vida em Cor de Rosa” e “A Missão” nos dias 29 e 30 de maio, quinta e sexta-feira, às 18h30, com entrada gratuita e seguida de debate.

A sessão “Cine Diversidade em Debate” faz parte do I Ciclo de Atividades Educação e Diversidade, que acontece nos próximos dias 27, 29 e 30 de maio em diversos espaços como o Auditório Darcy Ribeiro (no Espaço Oswaldo Sales), a UMEI Alberto Brandão e as Escolas Municipais Honorina de Carvalho e Antineia Silveira Miranda.

“Minha Vida em Cor de Rosa” (“Ma Vie en Rose”) é um filme europeu (co-produção entre Bélgica, França e Reino Unido) dirigido pelo belga Alain Berliner e lançado em 1997. O título do filme remete à canção “La Vie en Rose”, mais conhecida na voz da cantora francesa Edith Piaf. Trata-se da história de um menino chamado Ludovic, que imagina que deveria ter nascido menina. “Minha Vida em Cor de Rosa” mostra o preconceito que a personagem principal e seus familiares enfrentam em relação a sua identidade de gênero e ganhou o prêmio de melhor filme estrangeiro no Globo de Ouro de 1998.

“A Missão” (“The Mission”) é um filme britânico de 1986 dirigido por Roland Joffé e com trilha sonora de Ennio Morricone. No final do século XVIII, Rodrigo Mendonza (Robert de Niro) é um mercador de escravos espanhol que faz da violência seu modo de vida, e mata o próprio irmão na disputa pela mulher que ama. Porém, o remorso leva-o a juntar-se aos jesuítas nas florestas brasileiras. Lá, ele fará de tudo para defender os índios que antes escravizara. Palma de Ouro no Festival de Cannes e prêmios de Melhor Roteiro e Trilha Sonora (Globo de Ouro), e Melhor Fotografia (Oscar).

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


segunda-feira, 26 de maio de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe “Carmen Miranda: bananas is my business” na sessão “CineMúsica”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe na sessão “CineMúsica” desta semana  o filme  “Carmen Miranda: bananas is my business”, dirigido por Helena Solberg.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia  29 de maio, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária livre.

O documentário conta, a partir de material de arquivo e depoimentos valiosos, a história da estrela brasileira que conquistou a imaginação e o coração do mundo. Carmen Miranda, nascida em Portugal e criada no Brasil, foi uma cantora e atriz que,  já famosa na América do Sul,  em 1939,  é descoberta por Lee Shubert,  que a leva para os Estados Unidos, onde se  torna “The Brazilian Bombshell”. No entanto, para os norte-americanos era  mais conhecida como uma figura caricata que carregava um enorme cacho de bananas na cabeça. O filme tenta resgatá-la dessa trama, devolvendo-lhe o que há de mais fundamental: sua identidade.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.




segunda-feira, 19 de maio de 2014

Núcleo de Produção Digital de Niterói exibe o documentário “Loki – Arnaldo Baptista” na sessão CineMúsica

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o filme  “Loki – Arnaldo Baptista”, dirigido por Paulo Henrique Fontenelle.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 22 de  maio, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária de 14 anos. 

O documentário retrata a vida e a obra de Arnaldo Baptista, líder e fundador da banda Os Mutantes, um dos grupos musicais mais importantes da MPB e fundamental no movimento musical conhecido por Tropicália. Além do próprio Arnaldo Baptista, vários artistas que acompanharam e participaram da trajetória dos Mutantes e da posterior carreira solo do músico, prestam emocionados depoimentos: Tom Zé, Sérgio Dias (irmão de Arnaldo e que,  junto com Rita Lee, integrava os Mutantes), Gilberto Gil, Roberto Menescal e Liminha. Falam também os fãs mais recentes como Lobão, Sean Lennon e Devendra Banhart,  além de Kurt Cobain e o crítico Nelson Motta. Na parte final o documentário registra a volta dos Mutantes em 2006 (com Zélia Duncan no lugar de Rita Lee), com destaque ao show em homenagem à Tropicália realizado no Barbican Centre, em Londres.

O filme foi exibido em 2008 no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, ganhando o prêmio de Melhor Documentário pelo  Júri Popular em ambas as ocasiões. Na trilha-sonora são ouvidos vários clássicos dos Mutantes, como “Qualquer Bobagem”, “Ando Meio Desligado”, “Balada do Louco”, “Top Top”, “Tecnicolor” e “Panis et Circenses”, algumas delas em versões raras, além de músicas da primeira banda de Arnaldo Baptista, O’Seis; de sua carreira solo; e de outros projetos idealizados pelo compositor, como a peça de teatro Heliogábalo, da qual foi diretor musical.  

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.





terça-feira, 6 de maio de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe o documentário “L.A.P.A.” na sessão CineMúsica

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o longa-metragem  “L.A.P.A.”,  dirigido por Cavi Borges e Emílio Domingos.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 8 de maio,  quinta-feira,  às 17h30, com entrada gratuita. A classificação etária é de 14 anos.

O documentário aborda a Lapa, bairro boêmio do Rio de Janeiro, tradicional reduto de sambistas e que hoje é ponto de referência para a cultura do rap carioca. Os diretores entrevistaram MCs, músicos e compositores, como Marcelo D2, BNegão e Black Alien, que refletem ao longo do filme sobre o rap e a importância da Lapa na sua formação. O filme recebeu a Menção Honrosa na Mostra do Filme Etnográfico de 2007.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


segunda-feira, 14 de abril de 2014

Núcleo de Produção Digital sedia festival latino-americano de instalação de software livre

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) sedia no dia 26 de abril, das 9h às 18h, o Festival Latino-americano de Instalação de Software Livre (FLISoL). O FLISoL é o maior evento da América Latina de divulgação de Software Livre. Ele é realizado desde o ano de 2005 e a partir de 2008 sua realização acontece no quarto sábado de abril de cada ano. 

Em sua primeira edição em Niterói, o FLISoL  tem como objetivo mostrar ao público, de forma prática e dinâmica, a ideologia do mundo do software livre, através de palestras e Install Fest. Serão realizadas apresentações e workshops de Shell Script, Blender, Libre Office, Krita 2.8, Joomla e Gantt Project. Haverá ainda palestras sobre software livre e a experiência em Telecentros de Niterói com software livre.  O evento é gratuito e aberto tanto para programadores e  profissionais de TI quanto para usuários finais. 

O NPD faz parte do programa Olhar Brasil, sendo resultado da parceria entre a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e a Secretaria de Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV/Minc). No âmbito do município de Niterói, o núcleo está ligado ao Programa Niterói Digital. Além de contar com um telecentro, o NPD possui uma sala de cinema (cineclube), e contará com estúdio de gravação e ilhas de edição. Oferecerá ainda oficinas e palestras gratuitas na área do audiovisual à população de Niterói e do Estado do Rio.

Mais informações no site do evento: http://flisol.info/FLISOL2014/Brasil/Niteroi

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) está localizado na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói.  


segunda-feira, 7 de abril de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe programa de curtas “Música de Invenção”

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe  na sessão “CineMúsica” desta semana  o programa “Música de Invenção”, uma compilação de seis curtas-metragens, que representam à altura alguns dos mais criativos músicos brasileiros como Tim Maia, Os Mutantes, Jards Macalé, Walter Franco, Arrigo Barnabé e Moreira da Silva.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 10 de abril, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária de 14 anos.

No curta “Mutantes”, o diretor Antonio Carlos da Fontoura retrata um dia de Rita Lee, Arnaldo Baptista e Sergio Dias nas ruas de São Paulo, com um mosaico de cenas documentais improvisadas e trechos de canções do trio paulistano, conhecido justamente por suas colagens e justaposições sonoras. “Tira os óculos e recolhe o homem”, de André Sampaio, reinventa o episódio verídico da prisão de Jards Macalé após um show com Moreira da Silva em 1977, mostrando clara influência dos quadrinhos. “Walter Franco, muito tudo” talvez seja o curta que se aproxime mais de um documentário musical tradicional, baseado em entrevistas e registros de canções, mas a câmera inquieta dos diretores Bel Bechara e Sandro Serpa tenta reproduzir as inflexões e mudanças de ritmo que caracterizam a obra do compositor paulistano. 

“Pretinho Babylon”, de Cavi Borges e Emílio Domingos, mostra a batalha de um rastafári para divulgar seu disco de dub circulando pelo Rio de Janeiro de bicicleta. “Tim Maia”, de Flávio Tambellini”, é um saboroso road movie documental, que tem como eixo uma conversa com Tim Maia em um carro conversível pela orla carioca. Já “A estória de Clara Crocodilo”, de Cristina Santeiro, parece um filho inspirado no filme “O bandido da luz vermelha”, com sua trama radiofônica-policialesca terceiro-mundista baseada na cinematográfica música de Arrigo Barnabé.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


segunda-feira, 31 de março de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe “Cantoras do Rádio” na sessão CineMúsica desta quinta, 03 de abril

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o longa-metragem  “Cantoras do Rádio”,  dirigido por Gil Baroni e Marcos Avellar.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 3 de abril,  quinta-feira,  às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária livre.

O documentário resgata importantes passagens da era de ouro do rádio, durante as décadas de 1930 a 1950, período marcante tanto para a história da música popular brasileira, quanto para a cultura nacional.

O fio condutor do filme é o show "Estão Voltando as Flores", de 2005, em que as cantoras Carmélia Alves, Carminha Mascarenhas, Violeta Cavalcanti e Ellen de Lima sobem no palco do Teatro Rival, no Rio de Janeiro, para homenagear dez divas do período, entre elas, Carmen Miranda, Dolores Duran, Dalva de Oliveira, Elizeth Cardoso, e as irmãs Linda e Dircinha Batista. Além de resgatar parte de um rico passado musical por meio de imagens de arquivo, “Cantoras do Rádio” mostra a incrível força de trabalho destas quatro senhoras, que lutam até hoje para sobreviver da música popular brasileira.


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

segunda-feira, 24 de março de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe o documentário “Palavra (En)cantada” na sessão CineMúsica desta quinta, 27 de abril

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o longa-metragem  “Palavra (En)cantada”,  dirigido por Helena Solberg.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 27 de março,  quinta-feira,  às 17h30, com entrada gratuita e classificação etária livre.

O documentário percorre a história do cancioneiro brasileiro com um olhar especial para a relação entre poesia e música. Dos poetas provençais ao rap, do carnaval de rua aos poetas do morro, da bossa nova ao tropicalismo, “Palavra (En)cantada” passeia pela música brasileira até os dias de hoje, costurando depoimentos de grandes nomes da nossa cultura, performances musicais e pesquisa de imagens.

O filme conta com a participação de Adriana Calcanhotto, Antônio Cícero, Arnaldo Antunes, BNegão, Chico Buarque, Lenine, Maria Bethânia, Martinho da Vila,  Tom Zé, Zélia Duncan,  Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Tom Jobim. A maioria das entrevistas foi realizada na casa dos entrevistados, com o registro de declamações e canções especialmente para “Palavra (En)cantada”.  Poemas de Fernando Pessoa, João Cabral de Melo Neto, Hilda Hilst e pérolas de nossos grandes compositores conduzem o roteiro do documentário.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.



Núcleo de Produção Digital exibe “Estamira” na sessão “Mulheres na Tela”

O Núcleo de Produção Digital (NPD) de Niterói, em parceria com o Núcleo de Ações Integradas (NAI), da Fundação Municipal de Educação (FME), exibe nesta segunda-feira, dia 24 de março, às 19h, na sessão “Mulheres na Tela”, o filme “Estamira”, de Marcos Prado. A classificação etária é de 14 anos, a entrada é gratuita e após a sessão haverá debate.

Trabalhando há cerca de duas décadas em um aterro sanitário, situado em Jardim Gramacho, no Rio de Janeiro, Estamira Gomes de Sousa é uma mulher de 63 anos que sofre de distúrbios mentais. O local recebe mais de oito mil toneladas de lixo da cidade do Rio de Janeiro, diariamente, e é também sua moradia. Com seu discurso filosófico e poético, em meio a frases, muitas vezes, sem sentido, Estamira analisa, com uma lucidez impressionante, questões de interesse global e permite que o espectador possa repensar a loucura de cada um, inclusive a dela, moradora e sobrevivente de um lixão.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

Para saber a programação - que é toda gratuita - do NPD (cineclube, oficinas e palestras,...) curta o nosso Facebook: https://www.facebook.com/npdniterol?ref=hl 


segunda-feira, 17 de março de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe nesta quinta dois documentários sobre Maria Bethânia na sessão CineMúsica

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  dois documentários sobre a cantora Maria Bethânia, “Bethânia Bem de Perto” e “Pedrinha de Aruanda”.  Eles serão apresentados no cineclube do Núcleo no dia 20 de março, quinta-feira, às 17h30, com entrada gratuita. A classificação etária é livre.

O documentário “Bethânia Bem de Perto”, de Julio Bressane e Eduardo Escorel, filmado em 1966 em preto e branco, mostra Bethânia recém-chegada ao Rio, para substituir Nara Leão no teatro, passeando pela cidade e na intimidade da sua casa com amigos como Macalé, Rosinha de Valença e Caetano Veloso.

Já “Pedrinha de Aruanda”, dirigido por Andrucha Waddington, é um registro da intimidade de Bethânia durante a comemoração de seu aniversário de 60 anos, celebrado durante uma apresentação em Salvador e uma missa em Santo Amaro, sua cidade natal, em 2006. É na casa onde a artista passou sua infância e adolescência que acontece o ápice do filme: a seresta familiar na varanda, com a participação de sua mãe, Dona Canô, do irmão Caetano Veloso e do violonista e maestro Jaime Alem, entre outros. Neste encontro, Maria Bethânia revela sua história a partir de músicas que a acompanharam ao longo de sua vida como "Gente Humilde", "Felicidade" e "A Tristeza do Jeca". 

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.


Para saber a programação - que é toda gratuita - do NPD (cineclube, oficinas e palestras,...) curta o nosso Facebook: https://www.facebook.com/npdniterol?ref=hl  

sexta-feira, 14 de março de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe “Filhas do Vento” na estreia da sessão “Mulheres na Tela”

O Núcleo de Produção Digital (NPD) de Niterói, em parceria com o Núcleo de Ações Integradas (NAI), da Fundação Municipal de Educação (FME), exibe na próxima segunda-feira, dia 17 de março, às 19h, na estreia da sessão “Mulheres na Tela”, o filme “Filhas do Vento”, de Joel Zito Araújo. A classificação etária é de 14 anos, a entrada é gratuita e após a sessão haverá debate.

Numa pequena cidade em Minas Gerais as irmãs Maria "Cida" Aparecida (Taís Araújo) e Maria "Ju" da Ajuda (Thalma de Freitas) têm objetivos bem distintos. A primeira quer se tornar uma famosa atriz, já a segunda só pensa em namorar. Vivem com o pai, Zé das Bicicletas (Milton Gonçalves), que foi abandonado pela mulher e é muito rigoroso com as filhas. Quando ele acusa injustamente Cida de estar se envolvendo com Marquinhos (Rocco Pitanga), o namorado de Ju, ela fica magoada e vai para o Rio de Janeiro na esperança de ser atriz. As vidas das irmãs tomam caminhos diferentes e elas ficam sem se falar por mais de quatro décadas. Com a morte de Zé das Bicicletas, Cida retorna para o enterro do pai e reencontra Ju, momento no qual as mágoas afloram e que todos os problemas de anos terão de ser resolvidos em alguns dias.

O longa-metragem ganhou oito kikitos no Festival de Gramado, além de ter sido o filme vencedor do Festival de Tiradentes em 2006.


O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.

segunda-feira, 10 de março de 2014

Núcleo de Produção Digital exibe “Uma Noite em 67” na sessão CineMúsica do dia 13 de março

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) exibe nesta semana na sessão “CineMúsica”  o longa-metragem  Uma Noite em 67”,  dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil.  Ele será apresentado no cineclube do Núcleo no dia 13 de março,  quinta-feira,  às 17h30, com entrada gratuita. A classificação etária é de 14 anos.

O documentário conta a história da final do 3º Festival da Música Popular Brasileira da TV Record, em 21 de outubro de 1967. Entre os candidatos aos principais prêmios figuravam Chico Buarque de Holanda, Caetano Veloso, Gilberto Gil e Mutantes, Roberto Carlos, Edu Lobo e Sérgio Ricardo, protagonista da célebre quebra da viola no palco. Com imagens de arquivo e apresentações de músicas hoje clássicas, o filme registra o momento do tropicalismo, os rachas artísticos e políticos na época da ditadura e a consagração de nomes que se tornaram ídolos, por meio de depoimentos de músicos como Chico Buarque, Caetano Veloso e Gilberto Gil.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) fica na  rua Visconde de Uruguai 300, centro de Niterói. Mais informações: 2622-1324.