segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Cine Nikiti exibe longa de suspense com a cantora Sandy

O cineclube Cine Nikiti exibe neste mês o longa de suspense “Quando Eu Era Vivo”, de Marco Dutra e baseado no livro “A Arte de Produzir Efeito Sem Causa”, de Lourenço Mutarelli. Ele será apresentado no dia 18 de novembro, quarta-feira, às 19h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita. 

Após o fim do casamento e a perda do emprego, Júnior (Marat Descartes) retorna à casa do pai (Antonio Fagundes). Mas esta não é mais a casa de sua infância. Seu quarto agora é habitado pela jovem inquilina Bruna (Sandy Leah) e todo o ambiente lhe parece inóspito e opressor. No quartinho dos fundos, Júnior encontra objetos estranhos que pertenciam à sua mãe, incluindo uma misteriosa mensagem criptografada. Certo de que a compreensão da mensagem é a chave para entender melhor seu passado e seu presente, Júnior desenvolve uma obsessão pela história da família, ao mesmo tempo em que acontecimentos sombrios passam a fazer parte da rotina da casa.

O elenco do filme conta com a presença de nomes conhecidos como Antonio Fagundes e Sandy Leah ao lado de Marat Descartes, que vem se consolidando como um grande ator do cinema nacional e dos palcos (ganhou o Kikito de Melhor Ator em Gramado em 2012 e o Prêmio Shell de Teatro), além de ter atuado em “Trabalhar Cansa”, longa anterior de Marco. Estão ainda no elenco Gilda Nomacce (indicada ao Prêmio Shell em 2009) e Helena Albergaria (protagonista de “Trabalhar Cansa”, atriz da Companhia do Latão e também indicada ao Shell),

Antes de “Quando Eu Era Vivo” será exibido o curta-metragem “O Duplo”, de Juliana Rojas, de 2012. Na trama, a professora Silvia (Sabrina Greve) é confrontada com a imagem de seu duplo e entra em colapso. O filme é baseado no mito nórdico do Doppelgänger, um ser fantástico que tem o dom de assumir a mesma forma de uma pessoa, mas representando seu lado negativo. Vencedor do Prêmio Nikon (menção especial) no Festival de Cannes em 2012. Juliana co-dirigiu com Marco Dutra, em 2011, o longa “Trabalhar Cansa”.

Os filmes serão exibidos na área externa do Jambeiro. E já que estamos em horário de verão, das 18h30 às 19h30, exibiremos videoclips de dance e pop para animar a galera. 

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Trailer oficial do filme:  https://www.youtube.com/watch?v=6uL6Wl4jXf0


Entrevista  com Marco Dutra e Marat Descartes para o Canal Curta:  https://www.youtube.com/watch?v=eQvyEv48NII

Página do evento Cine Nikiti – Quando Eu Era Vivo no Facebook: https://www.facebook.com/events/1647122045542390

Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Direção: Marco Dutra
Duração: 108 min
Ano: 2014
Classificação Indicativa: 12 anos
Elenco:
Antonio Fagundes, Marat Descartes, Sandy Leah, Gilda Nomacce, Helena Albergaria, Tuna Dwek, Lourenço Mutarelli, Caetano Gotardo e Sabrina Greve.



quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Cine Nikiti exibe longa que participou do Festival de Berlim

O cineclube Cine Nikiti exibe neste mês, em parceria com o Festival Visões Periféricas, o filme “Brasil S/A”, de Marcelo Pedroso, que participou da mostra Forum do Festival de Berlim em 2015. Ele será apresentado no dia 21 de outubro, quarta-feira, às 19h, com entrada gratuita. 

A cana-de-açúcar move o Brasil há 500 anos e Edilson é um de seus cortadores. As máquinas chegam e ele deixa o canavial para explorar o espaço em sua primeira missão interplanetária. Um pequeno passo para ele, um salto gigantesco para o Brasil.

O filme apresenta uma série de esquetes surreais e bem-humoradas, explorando a noção de modernidade e tecnologia ao longo da história do Brasil. Ele dialoga com filmes de cineastas como o palestino Elia Souleiman, o soviético Dziga Vertov e o brasileiro Luis Sérgio Person, que, em 1965, dirigiu o filme "São Paulo S/A".

A produção ganhou os prêmios de melhor direção, roteiro, som, trilha sonora e montagem no 47° Festival de Brasília. E os de melhor longa-metragem, direção, roteiro, produção, som e ator (Edilson Silva) no Festival de Cinema de Triunfo.

““Brasil S/A” tem uma trilha sonora onipresente em todo filme, criada com muita atenção por Mateus Alves e sempre focando na grandiosidade e opulência passadas pela história. "”Brasil S/A” propõe situações de uma espécie de hiper-realidade, uma alegoria que desse conta de potencializar o real a partir do imaginário que o condiciona", afirma o diretor Marcelo Pedroso. Sobre a experiência de contar uma história sem diálogos em “Brasil S/A”,  o diretor de fotografia, Ivo Lopes, comenta: "Esse é um filme de fluxo e justaposição de imagens, fragmentos articulados que criam a ideia de movimento único, integrado.”

Antes de “Brasil S/A” será exibido o curta-metragem “Trevas”, de Will Domingos. Ele conta a história de dois viajantes que se apaixonam nas estranhas paisagens do interior do Brasil. “Trevas” ganhou o prêmio de melhor curta nacional no Rio Festival Gay de Cinema 2015. 

Neste mês a exibição dos filmes voltam para a área externa do Jambeiro. E já que estaremos em horário de verão, das 19h às 20h, exibiremos videoclips de dance e pop para animar a galera.  

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Trailer oficial do filme:  https://www.youtube.com/watch?v=4lvf5Sl7YXk


Entrevista  com Marcelo Pedroso (diretor): https://www.youtube.com/watch?v=RefBKTrrEP4

Página do evento Cine Nikiti – Brasil S/A no Facebook: https://www.facebook.com/events/734876243284610/

Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Direção: Marcelo Pedroso
Duração: 71 min
Ano: 2015
Classificação Indicativa: Livre
Elenco:
Edilson Silva, Wilma Gomes, Adeilton Nascimento, Giovanna Simões, Wilma Gomes, Marivalda Maria dos Santos, Maracatu Estrela Brilhante.

CRÍTICA: “O filme desarma expectativas e produz imagens (e sonoridades) inesperadas o tempo todo. Primeiro, por ser um longa sem um único diálogo, vale-se apenas de sons e imagens para construir sua dimensão estética e crítica. Depois, por apresentar em tom operístico uma visão distópica do capitalismo predador à brasileira. Assim, vemos máquinas substituindo o homem nas lavouras e inchando as cidades de migrantes. Figurantes de maracatu que dançam valsas e minuetos. Os prédios que vão subindo, desordenadamente, e acabando com a paisagem. Carros entupindo as ruas, a ponto de terem de ser rebocados por um caminhão-cegonha. Uma modelo de biquíni rege a estranha dança de escavadeiras, enquanto o pavilhão nacional, com um buraco no meio, plana sobre a paisagem desolada do mar de edifícios de quarenta andares. Um grupo de fiéis entra em transe místico enquanto se ouve “The Sound of Silence”, da dupla Simon & Garfunkel. “Brasil S/Aé uma vasta e brilhante metáfora da devastação imposta ao país entregue a esse crescimento sem alma que passa por progresso.” (Luiz Zanin – O Estado de São Paulo) 

Niterói debate meio-ambiente e crise hídrica brasileira na Biblioteca Pública de Niterói

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), em parceria com a Cinedelia/O2 Fimes e a Biblioteca Pública de Niterói, exibe o documentário “A Lei da Água – Novo Código Florestal”, de André D’Elia , no dia 20 de outubro, às 17h,  com entrada gratuita.  O evento faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015, que, em Niterói, acontece de 19 a 24 de outubro.

O documentário brasileiro explica a relação entre o novo Código Florestal e a crise hídrica brasileira. Ele mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado pelo Congresso em 2012, nesse ecossistema e na vida dos brasileiros.

A qualidade e a quantidade de água que temos disponíveis estão diretamente relacionadas à legislação ambiental, um conjunto de normas que define, entre outros pontos, quais áreas de uma propriedade rural devem ser mantidas com a vegetação nativa, cultivadas ou restauradas.

As opiniões diversas e os exemplos práticos reforçam o tema central do documentário: a relação delicada entre a preservação das florestas, a produção de alimentos e a saúde dos nossos recursos hídricos. As florestas são importantes não somente para a preservação da água e do solo, mas também para a produção de alimentos que necessitam da ação de polinizadores, tais como o café, o milho e a soja – produtos fundamentais para o agronegócio brasileiro.

O filme dá voz a agricultores e especialistas, apresenta técnicas agrícolas sustentáveis bem sucedidas e casos onde a degradação ambiental exacerbada impede a continuidade de qualquer tipo de cultivo ou criação de animais.

Conta ainda com a colaboração de cientistas e parlamentares que apoiam a Ação Direta de Inconstitucionalidade do novo Código Florestal no Supremo Tribunal Federal, e assume um compromisso com a sociedade brasileira ao mostrar como a lei ambiental afeta a vida de cada cidadão. Entre os entrevistados estão: Raul Silva Telles do Valle, advogado e ambientalista do Instituto Socioambiental; Antônio Nobre, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe) e Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa); Blairo Maggi, senador e empresário; Ivan Valente, deputado; Mário Mantovani, diretor de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica e Omar Bitar, geólogo.

Após a sessão, haverá debate sobre meio-ambiente e crise hídrica brasileira com a presença de Axel Grael, Vice-Prefeito, engenheiro florestal e ambientalista e da Prof. Dra. Alba Simon, bióloga e doutora em Geografia/Planejamento Territorial pela UFF.


Página do filme no Facebook: https://www.facebook.com/aleidaagua

Página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1470438243266077/

Haverá certificado de participação para alunos e alunas do ensino médio e universitário.

A Biblioteca Pública de Niterói fica na Praça da República s/n°, centro, Niterói (em frente à Câmara Municipal). Tel: 3601-2034.


FICHA TÉCNICA
A LEI DA ÁGUA
Documentário, Brasil, 2014, 78′
Produção: Cinedelia, em coprodução com O2 Filmes
Distribuição: O2 Play
Direção: André D’Elia
Uma parceria:
Instituto Socioambiental – ISA
WWF-Brasil
Fundação SOS Mata Atlântica
Associação Bem-Te-Vi Diversidade
Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS)




Semana Nacional de Ciência e Tecnologia em Niterói terá diversas atividades

Neste ano a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2015, em Niterói, acontecerá entre os dias 19 e 24 de outubro, em diversos espaços da cidade. O evento é organizado pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, e toda a sua programação é gratuita.

A abertura da SNCT-2015 em Niterói acontecerá no dia 19 de outubro, segunda-feira, às 17h, no Solar do Jambeiro. O evento contará com a palestra “Luz, fótons e lasers: Celebrando o Ano Internacional da Luz”, que será proferida pelo Dr. Luiz Davidovich, professor de Física da UFRJ, agraciado com o prêmio Almirante Álvaro Alberto, o mais importante da ciência brasileira. Na sequência, haverá o lançamento do filme “Quem Foi Que Disse: Sobre a Causa Sagrada de Darwin” (foto), de Luiz Andrade. O média-metragem (45 min) aborda três momentos históricos: a passagem do grande naturalista Charles Darwin pelo Estado do Rio de Janeiro, em 1832, e o seu encontro com a brutalidade da escravidão; o darwinismo social e o discurso eugenista no Brasil Império (1875) e a questão que nos compromete até hoje, o racismo. Junto à estreia do filme será realizada a exposição “A Causa Sagrada de Darwin”, dos fotógrafos Marcovani Porto e Miguel Vasconcellos, com fotos da produção e exposição de figurinos e objetos de cena. As exposições ficam no Solar do Jambeiro até o dia 25 de outubro.

Na terça, dia 20 de outubro, acontecerá, das 9h às 18h, o simpósio “Niterói: da cidade conectada à cidade inteligente”, no Hotel H. Ele tem a proposta de divulgar os avanços de Niterói em termos de conectividade, de inclusão sociodigital e integração de sistemas inteligentes, mas, sobretudo, de discutir e configurar cenários futuros para construirmos a Niterói que queremos.

A mesa de abertura do simpósio contará com o Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves; a Secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Flávia Monteiro de Barros Araújo; o Subsecretário de Ciência e Tecnologia, Luiz Andrade; o reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Sidney Mello; Presidente do SERPRO, Marcos Mazzoni, entre outras autoridades. O evento terá ainda palestras tais como: “Futuros inteligentes para a Niterói que queremos” (Dr. José Luiz Moutinho), “Programa Niterói Digital: concepção e resultados (Adriana Neves e Luiz Andrade), “Niterói e a internet das coisas” (Dr. Luis Shara) e “Como a tecnologia pode democratizar o acesso à saúde” (Dr. Aílton Coelho Vieira Júnior). 

Ainda na terça, às 17h, Cine Debate com exibição do documentário “A Lei da Água - Novo Código Florestal”, de André D’Elia, na Biblioteca Pública de Niterói. O evento é uma parceria entre Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) e a Cinedelia/O2 Filmes (produtora do diretor Fernando Meirelles, de “Cidade de Deus”). O filme explica a relação entre o novo Código Florestal e a crise hídrica brasileira. Ele mostra a importância das florestas para a conservação dos recursos hídricos no Brasil, e problematiza o impacto do novo Código Florestal, aprovado pelo Congresso em 2012, nesse ecossistema e na vida dos brasileiros. Após a sessão, haverá debate sobre meio-ambiente e crise hídrica brasileira com a presença de Axel Grael, Vice-Prefeito, engenheiro florestal e ambientalista e da Prof. Dra. Alba Simon, bióloga e doutora em Geografia/Planejamento Territorial pela UFF.

A 1ª Mostra acadêmico-cientifica de Niterói: educação, ciência, tecnologia e inovação, acontecerá na Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO)  nos dias 21 (quarta) e 22 (quinta) de outubro, das 9h às 17h. Este evento é uma chamada para apresentação de artigos e relatos de experiência no âmbito municipal. Para além do intercâmbio de ideias e experiências, os artigos aprovados por um Comitê Científico serão posteriormente publicados.

No dia 21, quarta-feira,  acontece ainda o Concurso de Poesia (Educação/FME), às 18h, no Teatro Municipal de Niterói e, no Campo de São Bento, será instalada a Tenda da Inovação do Centro Integrado de Tecnologia e Inovação da Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense (UFF), das 8h às 17h.

A II Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação toma conta do Horto do Fonseca na sexta (23 de outubro, das 9h às 18h) e sábado (24 de outubro, das 9h às 13h). Nela serão apresentados os trabalhos das escolas públicas e particulares. Participam também vários expositores e parceiros institucionais. “Este é um momento forte da SNCT pois nele se revela a criatividade, a engenhosidade e o protagonismo dos estudantes”, afirma o Subsecretário de Ciência e Tecnologia, Luiz Andrade.

Mais informações no Facebook da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015 em Niterói: http://www.facebook.com/Semananiteroi2015

ENDEREÇOS:
Solar do Jambeiro - Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói.
Hotel H – Rua Dr. Paulo Alves, 14, Ingá, Niterói.
Biblioteca Pública de Niterói - Rua da Conceição, s/n°, Centro , Niterói.
Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) – Rua Marechal Deodoro, 263, Centro, Niterói.
Teatro Municipal – Rua 15 de Novembro, 35, Centro, Niterói.
Horto do Fonseca – Alameda São Boaventura, s/n°, Fonseca, Niterói.





quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Niterói debate violência sexual e direitos das mulheres no Cine Debate

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), em parceria com a Taturana Mobilização Social, a CODIM - Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres de Niterói e o Memorial Roberto Silveira, exibe o documentário “India's Daughter (Filha da Índia)", de Leslee Udwin, no dia 30 de setembro, às 18h30,  com entrada gratuita. 

A produção, que foi banida na Índia, conta a história e as consequências de uma das mais brutais e chocantes violências sexuais cometidas na história do país. Em 16 de dezembro de 2012, a estudante de medicina Jyoti foi ao cinema assistir a "As aventuras de Pi" com um amigo. Na volta, pegaram um ônibus clandestino e Jyoti foi brutalmente estuprada por cinco homens e um menino durante uma hora, enquanto o ônibus rodava pelas ruas de Nova Déli. Ao final, as duas vítimas foram jogadas do ônibus em movimento. Jyoti morreu depois de passar por várias cirurgias. 

Sua história foi notícia no mundo inteiro e o caso se tornou um escândalo internacional, gerando uma onda de protestos sem precedentes na Índia e dando início a uma discussão sobre violência sexual e direitos das mulheres em diversos países.  A partir de entrevistas com várias pessoas ligadas ao caso, o documentário faz uma análise da cultura brutal do estupro na Índia.​

No meio da narrativa se entrelaçam as histórias de vida, valores e mentalidades dos estupradores através de entrevistas exclusivas. O documentário analisa a sociedade e os valores que geram atos tão violentos, e faz um apelo otimista e apaixonado para uma mudança histórica na sociedade indiana. O filme gerou comoção internacional, não só pelo crime hediondo, como pelas declarações de Mukesh Singh, um dos responsáveis pelo estupro, que culpabiliza a vítima pela violação.

O filme, que chega ao Brasil por meio da ONG Plan International, é uma co-produção com a BBC, sendo parte das ações da iniciativa #QuantoCusta, da campanha #PorSerMenina. O objetivo da iniciativa #QuantoCusta é promover e qualificar o debate sobre esse tipo de crime, que é considerado um dos menos notificados no Brasil, apesar de a lei tratá-lo como hediondo.

Após a sessão, haverá debate sobre violência sexual e direitos das mulheres com a presença de Marcilene Souto, Coordenadora de Políticas e Direitos das Mulheres de Niterói; da Prof. Dra. Rita Freitas, da Escola de Serviço Social da UFF e de Mônica Souza, da Plan International Brasil.


Página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/705648449566322/

Plan International Brasil: https://plan.org.br/

Cartilha “Quanto custa a violência sexual contra meninas:  https://plan.org.br/news/2015-09-16-quanto-custa

Haverá certificado de participação para alunos e alunas do ensino médio e universitário.

O Memorial Roberto Silveira – Centro de Memória da História e da Literatura Fluminense fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto s/n°, centro, Niterói (no Caminho Niemeyer, atrás do Terminal Rodoviário João Goulart). Tel: 2729-1902

sábado, 12 de setembro de 2015

Cine Nikiti exibe, em parceria com o Festival Visões Periféricas, o premiado longa “Ela Volta na Quinta”



O cineclube Cine Nikiti exibe neste mês, em parceria com o Festival Visões Periféricas, o filme “Ela Volta na Quinta”, de André Novais Oliveira.   Ele será apresentado no dia 16 de setembro, quarta-feira, às 19h, com entrada gratuita. 

O Cine Nikiti acontece sempre na 3ª quarta-feira de cada mês. Nele são exibidos longas-metragens brasileiros, precedidos de um curta nacional, sendo resultado de uma parceria entre o Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), o Solar do Jambeiro e a Niterói Filmes. 

Crise no relacionamento de um casal de idosos afeta a rotina dos filhos, dois rapazes que se preparavam para finalmente saírem de casa. Os protagonistas são André, o irmão Renato, a mãe Maria José e o pai Norberto, interpretando personagens de mesmo nome, em uma história pessoal passada na casa do diretor. 

O filme é o primeiro longa-metragem do cineasta mineiro André Novais Oliveira. Ele ganhou os prêmios de melhor filme na VII Semana dos Realizadores (Rio de Janeiro), no Olhar de Cinema 2015 (Curitiba) e no X Panorama Coisa de Cinema (Salvador), além de melhor ator e atriz coadjuvantes no 47° Festival de Brasília. 

Participou ainda dos seguintes festivais de cinema: 25th FID Marseille, Festival du Nouveau Cinema de Montreal, 18ª Mostra de Cinema de Tiradentes, IFFRotterdam e BAFICI.
Antes de “Ela Volta na Quinta” será exibido o curta-metragem “Sobre Rodas”, de Beatriz Santos e Walteer Henri.


Antes de “Ela Volta na Quinta” será exibido o curta-metragem “Sobre Rodas”, de Beatriz Santos e Walteer Henri.
  
O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Trailer oficial do filme:  https://www.youtube.com/watch?v=0_ihau4GW98
Página do evento Cine Nikiti – Ela Volta na Quinta no Facebook: https://www.facebook.com/events/1472606703040838/
Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Direção e roteiro: André Novais Oliveira
Duração: 108 min
UF/Ano: MG/2014
Classificação Indicativa: Livre
Elenco:
Maria José Novaes, Norberto Oliveira, Renato Novaes, André Novais Oliveira, Carla Patrícia, Elida Silpe, Tatiana Del Magro.