Cine Debate sobre o uso medicinal do canabidiol

O Núcleo de Produção Digital  de Niterói (NPD), órgão ligado à Subsecretaria de Ciência e Tecnologia, em parceria com o Memorial Roberto Silveira, exibe, com entrada gratuita, no dia 16 de abril, quinta-feira, às 18h30, o documentário “Ilegal”, de Tarso Araujo e Raphael Erichsen. 

De um lado, uma menina de cinco anos com uma forma de epilepsia rara, grave e sem cura, a síndrome CDKL5, que constantemente sofre com convulsões. Do outro, uma substância derivada da maconha, o canabidiol, que acabaria com as convulsões da criança. Entre as duas, uma lei brasileira que torna o tratamento impossível.

“Ilegal” mostra a luta de uma mãe para garantir à sua filha o direito à saúde. Do seu exemplo surge o movimento nacional pela legalização da cannabis medicinal, que teve seu uso terapêutico permitido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em janeiro deste ano, deixando de fazer parte da lista de substâncias proibidas pela agência, passando para a categoria C1, de uso terapêutico permitido, sujeito a controle.

Após a sessão no Memorial, haverá debate com a presença de Gustavo Rodrigues, cientista social e Subsecretário Municipal de Saúde de Niterói, e Emílio Figueiredo, advogado pela reforma da política de drogas, consultor jurídico do site Growroom e de Associações de Usuários Medicinais de Cannabis, e membro da Plataforma Brasileira de Política de Drogas.

O Memorial Roberto Silveira – Centro de Memória da História e da Literatura Fluminense fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto s/n°, centro, Niterói (no Caminho Niemeyer, atrás do Terminal Rodoviário João Goulart).



Entrevista do diretor Tarso Araujo no Programa do Jô: https://www.youtube.com/watch?v=jX7WAGtvnUQ


Participe do evento no Facebook:  https://www.facebook.com/events/964684386884807/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O mundo das pessoas com Síndrome de Down é tema do próximo Cine Debate

Cine Nikiti discute a violência urbana no doc "Mataram Meu Irmão"

Niterói debate meio-ambiente e crise hídrica brasileira na Biblioteca Pública de Niterói