sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Cine Nikiti exibe documentário sobre alimentação dentro da SNCT 2016

A última edição do Cine Nikiti de 2016 acontece no dia 19 de outubro, quarta-feira, às 19h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita. Será exibido o documentário “Comer o Quê?”, dirigido por Leonardo Brant e a programação faz parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2016, cujo tema é “Ciência Alimentando o Brasil”, e que acontece em Niterói entre os dias 17 e 22, em diversos locais.

“Comer o Quê?” apresenta o cotidiano de uma série de personagens ligados ao mundo da alimentação, de chefs consagrados a produtores rurais, passando por especialistas em nutrição, economia e gastronomia que apresentam à atriz e nutricionista Graziela Mantoanelli as diversas dimensões e possibilidades da boa alimentação. Temas como agronegócio, a comida como forma de sociabilidade, a incorporação de paisagens brasileiras à mesa, alimentos orgânicos, saúde e outros são abordados no documentário.

O filme serve ao público um banquete de sabores, imagens, reflexões e emoções, de maneira leve e despretensiosa. Afeto, saúde, cultura, indústria e educação formam equações possíveis entre desfrute e cuidado, consciência e espontaneidade, equilíbrio e bem estar. “Eu não entendo a cozinha como arte, mas como expressão artística. A cozinha confere ao autor a possibilidade de se expressar através da arte. Essa expressão artística é incontestável”, diz o chef Alex Atala no filme, que também traz depoimentos da chef Helena Rizzo, da nutricionista e apresentadora de TV Bela Gil, do professor de Educação Física e consultor Marcio Atalla, do ator e produtor de alimentos orgânicos Marcos Palmeira, do secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, André Nassar, do jornalista especializado em gastronomia Josimar Melo e da ativista chef e nutricionista Neka Menna Barreto, entre outros.

Após a sessão haverá debate com Paola Hortala, integrante do Pacha Mamma – Núcleo de Estudos e Pesquisas em Ciência Ambiental e Agriculturas da UFF, e estagiária no Projeto Favela é Planta, de Agricultura Urbana no Morro do Palácio.

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

Cine Nikiti é um cineclube resultado da parceria do Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)/Subsecretaria de Ciência e Tecnologia com a Niterói Filmes e o Solar do Jambeiro. Nesta edição o Cine Nikiti terá parceria ainda com a Taturana Mobilização.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Site oficial do filme: http://deusdara.net/filmes/comer-o-que

Trailer oficial do filme: https://www.youtube.com/watch?v=PyQpW3QOdP8

Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Comer o Quê?
Direção: Leonardo Brant
Nacionalidade: Brasil
Lançamento: 2016
Duração: 90min
Censura: Livre

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Cine Nikiti exibe documentário sobre a história da animação brasileira




O cineclube Cine Nikiti neste mês dá uma chance para quem perdeu o filme de abertura da Mostra AnimaNit e reapresenta o documentário “Luz, Anima, Ação”, de Eduardo Calvet. Ele será exibido no dia 21 de setembro, quarta-feira, às 19h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita.


O filme, lançado em 2013, faz uma trajetória da animação brasileira desde o pioneiro “O Kaiser”, de Álvaro Marins (lançado em 1917) até o recente “Rio” (2011), de Carlos Saldanha, fazendo um mapeamento em quase um século de produções animadas no cinema e tevê, abrangendo desde curtas a longas da animação nacional, passando por séries e  comerciais de tevês que estão em nossa memória. “Luz, Anima, Ação” conta com depoimentos de personalidades desta área, como Maurício de Souza, Otto Guerra, Stil, Allan Sieber e Chico Liberato, e resgata ainda uma série de raras imagens de arquivo, restaurando produções que já pensavam estarem perdidas para sempre, entre elas “As Aventuras de Virgulino”, criada em 1930 pelo caricaturista Luiz Sá. 


Exibido no Anima Mundi 2013 e no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy 2014, “Luz, Amima, Ação” ganhou diversos prêmios: Melhor Documentário Internacional no Documentary & Short International Movie Award 2014 (DSIMA), Melhor Filme e Melhor Diretor no 7º Curta Cabo Frio e Melhor Roteiro no II Festival Brasil de Cinema Internacional/FBCI.

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

Cine Nikiti é um cineclube resultado da parceria do Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)/Subsecretaria de Ciência e Tecnologia com a Niterói Filmes e o Solar do Jambeiro.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Trailer do filme: https://www.youtube.com/watch?v=sD-Wfmu_ZsI

Entrevista com Eduardo Calvet: https://www.youtube.com/watch?v=N5mnvNZnkt8 

Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti



terça-feira, 6 de setembro de 2016

Mostra de filmes de animação chega à Niterói

Durante quatro dias Niterói será a capital da animação com a “AnimaNit – Mostra de Animação de Niterói”. Entre os dias 14 e 17 a cidade vai receber o melhor da animação nacional e internacional no auditório do Caminho Niemeyer, no centro da cidade. Sessões de filmes (curtas e longas), oficinas, mesa redonda com animadores, palestra, animações japonesas, apresentação de cosplay e videoclips de animação são algumas das atrações desta primeira mostra. E o melhor de tudo, com entrada gratuita.

A abertura no dia 14, quarta-feira, às 18h, será com o documentário “Luz, Anima, Ação”, de Eduardo Calvet (de 2013), que estará presente para um bate-papo com o público. O filme faz uma trajetória da animação brasileira desde o pioneiro “O Kaiser”, de Álvaro Marins (lançado em 1917) até o recente “Rio” (2011), de Carlos Saldanha, fazendo um mapeamento em quase um século de produções animadas.

“Luz, Anima, Ação” conta com depoimentos de personalidades desta área, como Maurício de Souza, Otto Guerra e Chico Liberato. Resgata ainda uma série de raras imagens de arquivo, restaurando produções que já pensavam estarem perdidas para sempre, entre elas “As Aventuras de Virgulino”, criada em 1930 pelo caricaturista Luiz Sá.Exibido no Anima Mundi 2013 e no Festival Internacional de Cinema de Animação de Annecy 2014, “Luz, Amima, Ação” ganhou diversos prêmios: Melhor Documentário Internacional no Documentary & Short International Movie Award 2014 (DSIMA), Melhor Filme e Melhor Diretor no 7º Curta Cabo Frio e Melhor Roteiro no II Festival Brasil de Cinema Internacional/FBCI.

A AnimaNit vai apresentar uma retrospectiva da animação brasileira recente, com curtas premiados e exibidos em festivais como o Anima Mundi e o francês Annecy (mais importante festival de animação do mundo).  A sessão “Curtas Nacionais” acontecerá nos dias 15 (quinta), às 16h, e 16 (sexta), às 14h30, e terá curtas de diretores renomados como Alê Abreu (que concorreu ao Oscar este ano com o longa-metragem “O Menino e o Mundo”). 

O curso de Cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF) estará presente no AnimaNit com diversas animações feitas por estudantes da instituição no dia 15 (quinta-feira), às 15h.  Ainda no dia 15, às 18h, teremos exibição ao ar livre na Cúpula do Caminho Niemeyer. Serão exibidos 37 videoclips de animação produzidos em 2015 e 2016 nas mais diferentes linguagens, indo do rock ao pop, passando pela black music e dance music/eletrônica. E, de quebra, o público poderá apreciar a belíssima vista da Baía de Guanabara. Em caso de chuva, esta exibição será feita no auditório do Caminho Niemeyer.

A “Sessão Japão - Retrospectiva Makoto Shinkai” vai apresentar três filmes do diretor de cinema de anime japonês Makoto Shinkai: “Vozes de uma estrela distante (2002), O jardim das palavras (2013) e “5 centímetros por segundo” (2007), que ganhou o prêmio de Melhor Filme de Animação no Asia Pacific Screen Award. Será no dia 17 de setembro (sábado), às 15h, seguida de palestra sobre animação japonesa com o professor de cinema Daniel Pinna da Universidade Federal Fluminense (UFF), às 17h30, e encontro de cosplay – todos estão convidados a comparecer caracterizados do seu personagem preferido! A sessão tem o apoio do Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro.

O animador homenageado nesta primeira edição da AnimaNit é o americano Winsor McCay.  Artista prolífico, McCay foi pioneiro na técnica de desenhos animados no início do século XX, criando um padrão que seria seguido por Walt Disney e outros em décadas seguintes. Em 1911 McCay lança sua primeira animação, “Little Nemo”, porém é em 1914 que lança sua obra prima, “Gertie, the Dinosaur”, considerado um dos marcos da história da animação. Gertie fez tanto sucesso e provou ser tão popular que gerou várias falsificações, mas também impressionou dezenas de jovens artistas, que se decidiram pela animação e deram continuidade ao seu desenvolvimento, como Walter Lantz (criador do Pica-Pau), Dave Fleischer (criador de Koko, o Palhaço) e Dick Huemer (um dos mestres que forjou a fama dos Estúdios Disney). Ainda será exibido na sessão, que acontece no dia 16 (sexta-feira), às 16h, o documentário “Remembering Winsor MacCay” (1976), de John Canemaker. 


No dia 16 (sexta-feira), às 13h30, a sessão “Anima Educação/FME” trará animações feitas por professores e estudantes das escolas municipais de Niterói que participaram de cursos promovidos pela Assessoria de Mídias e Novas Tecnologias/FME e pelo Anima Escola. Uma oficina de animação (Stop Motion), promovida pela equipe da Assessoria de Mídias e Novas Tecnologias/FME, será oferecida ao público também no dia 16 (sexta-feira), das 14h30 às 17h30, em sala do Caminho Niemeyer. A inscrição pode ser feita por formulário no link: https://goo.gl/forms/15FIb6CDVudpYkzi1  e será por ordem de inscrição, portanto corram, pois as vagas são limitadas! A AnimaNit também terá uma mesa redonda que discutirá a animação no Brasil ontem e hoje com os animadores Marão, Stil e Antônio Moreno. Ela será realizada neste mesmo dia 16, às 19h30. Antes, às 18h, serão exibidos oito curtas destes três mestres da animação brasileira.

As crianças não podiam ficar de fora na AnimaNit e terão uma sessão só para elas, a “Curtas Infantis”. No dia 15 (quinta-feira), às 14h, e no dia 17 (sábado), às 13h, serão exibidos diversos curtas, além da série “Avenida Cartum”, do animador niteroiense Gabriel Moura.

Mais informações na página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/MostraAnimaNit

E confirme a sua presença no evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1755534408019226


Serviço:
AnimaNit – Mostra de Animação de Niterói
Local: Auditório do Caminho Niemeyer e Cúpula do Caminho Niemeyer (sessão “Videoclips de Animação”) – Rua Jornalista (atrás do Terminal Rodoviário
Data: entre 14 e 17 de setembro
Horário: variados
Entrada gratuita
Estacionamento gratuito no local
Censura: Livre para as sessões Curtas Infantis e Homenagem a Winsor McCay e 12 anos para as demais sessões
Produção: Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)/ Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia


PROGRAMAÇÃO:


*Dia 14 (quarta):
18h – Abertura – Exibição do documentário “Luz, Anima, Ação”, de Eduardo Calvet, com presença do diretor

*Dia 15 (quinta):
14h- Sessão Curtas Infantis
15h- Sessão Curtas de Animação de Alunos da UFF
16h- Sessão Curtas Nacionais 1
18h- Sessão Videoclips de Animação*
Obs: esta sessão será exibida ao ar livre, na Cúpula do Caminho Niemeyer (em caso de chuva, no auditório do Caminho Niemeyer)

*Dia 16 (sexta):
13h30 – Sessão Anima Educação
14h30 - Sessão Curtas Nacionais 2
16h- Sessão Homenagem à Winsor McCay
18h – Sessão de Curtas dos Animadores da Mesa Redonda (Marão, Stil e Antônio Moreno)
19h30 – Mesa redonda com Marão, Stil e Antônio Moreno
Oficinas de animação realizadas das 14h30 às 17h30 em sala da Fundação Oscar Niemeyer

*Dia 17 (sábado):
13h – Curtas Infantis
15h – Sessão Japão – Homenagem Makoto Shinkai: Vozes de uma estrela distante, O jardim das palavras, 5 centímetros por segundo
17h30 – Palestra sobre animação japonesa com Daniel Pinna, professor de cinema da Universidade Federal Fluminense (UFF), seguida de encontro de Cosplay

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Cine Nikiti exibe documentário sobre atletas paralímpicos

Em clima de Olimpíadas e Paraolimpíadas, o cineclube Cine Nikiti exibe neste mês de agosto o documentário Paratodos”, de Marcelo Mesquita. Ele será apresentado no dia 17 de agosto, quarta-feira, às 19h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita.

“Paratodos” mergulha no cotidiano de alguns dos principais atletas paralímpicos brasileiros. A trajetória, a vida e os desafios de alguns atletas paralímpicos, que fazem parte das delegações brasileiras de natação, atletismo, canoagem e futebol, em fase de preparação para os Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. O dia-a-dia, a superação, os obstáculos, as alegrias, as tristezas de cada um dos atletas são objeto deste documentário, que também debate a questão da inclusão dos deficientes físicos na sociedade brasileira em geral. No universo paralímpico, se superar não é uma opção ou gesto de heroísmo, é somente o ponto de partida. Após a sessão haverá debate com especialistas.

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

Cine Nikiti é um cineclube resultado da parceria do Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)/Subsecretaria de Ciência e Tecnologia com a Niterói Filmes e o Solar do Jambeiro.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Site oficial do filme: http://www.filmeparatodos.com.br


Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Paratodos
Direção: Marcelo Mesquita
Nacionalidade: Brasil
Lançamento: 2016
Duração: 110 min
Censura: 12 anos



terça-feira, 12 de julho de 2016

Cine Nikiti discute a violência urbana no doc "Mataram Meu Irmão"

O cineclube Cine Nikiti exibe neste mês de julho, em parceria com a Mostra do Filme Livre - dentro da programação “Cineclubes Livres” -, o documentário “Mataram Meu Irmão”, de Cristiano Burlan. Ele será apresentado no dia 20 de julho, quarta-feira, às 19h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita.

Reconstituindo os detalhes da morte de seu irmão, Rafael Burlan da Silva, ocorrida há 12 anos, o cineasta Cristiano Burlan lança-se em uma jornada pessoal que conduz ao coração de um círculo de violência em torno dos bairros da periferia paulistana, como o Capão Redondo. É lá que morava a família e onde o irmão, de 22 anos, foi morto com sete tiros em 2001. Explorando as razões do envolvimento do irmão com drogas e roubo de carros, o diretor expõe partes de sua própria história familiar.

Vencedor do 18° Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade (prêmios de público e crítica) e Prêmio de Melhor documentário no 40º Festival SESC Melhores Filmes. Foi ainda selecionado para diversos festivais de cinema: Festival do Rio, Festival Olhar de Cinema, CineSul e Brazilian Film & TV Festival of Toronto.

Após a sessão haverá debate com Sabrina Souza da Silva, doutora em Antropologia pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFF. Sabrina possui experiência na área de Antropologia do Direito, com ênfase em Justiça Criminal, Justiça Militar e Segurança Pública, atuando principalmente nos seguintes temas: polícia, justiça militar, administração de conflitos, favela, formas de construção da verdade e do conhecimento, jovens e drogas.

O NPD concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

Cine Nikiti é um cineclube resultado da parceria do Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD)/Subsecretaria Municipal de Ciência e Tecnologia com a Niterói Filmes e o Solar do Jambeiro.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Trailer oficial do filme: https://www.youtube.com/watch?v=T5ROUsrKMN4


Participe do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/269372933439057  

Página do Cine Nikiti no Facebook: https://www.facebook.com/cinenikiti

Ficha Técnica:
Mataram Meu Irmão
Direção: Cristiano Burlan
Nacionalidade: Brasil
Lançamento: 2013
Duração: 77 min
Censura: 12 anos

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mobilidade urbana é tema de documentário que será exibido na Fundação Oscar Niemeyer

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), em parceria com a Taturana Mobilização Social, exibe no dia 6 de julho, quarta-feira, às 19h, o documentário “Bikes vs Carros (Bikes vs Cars)”,  do diretor sueco Fredrik Gertten. Ele acontecerá na Cúpula da Fundação Oscar Niemeyer, no Caminho Niemeyer. A entrada é gratuita.

O filme, que tem classificação etária livre, discute a mobilidade urbana e as diferenças gritantes no uso de bicicletas e carros em algumas cidades como São Paulo, Los Angeles, Toronto e Copenhague.

“Bikes vs Carros” aborda vários temas como o crescimento desenfreado da indústria automobilística, a busca dos ciclistas militantes por mudanças radicais na mobilidade das grandes cidades, a influência da indústria automobilística nas políticas públicas das cidades e como a bicicleta começa a mudar uma parte desse jogo.

Em caso de chuva o evento será realizado no auditório da Fundação Oscar Niemeyer.

A Fundação Oscar Niemeyer fica na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto s/n°, Caminho Niemeyer - Centro, Niterói (atrás do Terminal Rodoviário). Telefone: 2717-3279.

Site oficial do filme: http://www.bikes-vs-cars.com

Confirme sua presença no evento na página do Facebook: https://www.facebook.com/events/588966544605121

Ficha Técnica:
Bikes vs Carros (Bikes vs Cars)
Diretor: Fredrik Gertten
País: Suécia
Ano produção: 2015

Duração: 90 min

segunda-feira, 20 de junho de 2016

O mundo das pessoas com Síndrome de Down é tema do próximo Cine Debate

O próximo Cine Debate, produzido pelo Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), será o documentário “Do Luto à Luta”, de Evaldo Mocarzel. Ele será apresentado no dia 22 de junho, quarta-feira, às 17h, no Solar do Jambeiro, com entrada gratuita.

O filme, que tem classificação etária livre, mostra o mundo das pessoas com síndrome de Down, que atinge cerca de oito mil bebês a cada ano no Brasil. As dificuldades enfrentadas no cotidiano, o preconceito da sociedade e as suas potencialidades são reveladas no filme.

No ano de seu lançamento (2005), o documentário participou de diversos festivais, ganhando vários prêmios: Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado; prêmio de Melhor Documentário/Júri Popular, no Festival do Rio; e foi o grande vencedor do Cine PE, recebendo os troféus de Melhor Filme, Melhor Documentário, Direção, Fotografia, Montagem, Prêmio da Crítica/Imprensa Especializada e Prêmio Especial do Júri Popular.

Antes de “Do Luto à Luta” será exibido o curta-metragem “Um Sonho de Menina”, dirigido por Gabriel Gonçalves e Marcos Paulo Alfa, sendo realizado pela Bem TV e pela turma do curso de Audiovisual de 2014. No curta, Ana é uma menina de nove anos que sonha com um mundo mágico após ver um grafite em um muro da cidade. Sua viagem a leva a um encontro inesperado.

Após a sessão haverá debate com a Diretora Geral da Subsecretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, Adriana Neves, e da Assessora de Educação Especial da Fundação Municipal de Educação (FME), Andrea Pierre.

O Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD) concederá certificado de horas de atividade complementar para os estudantes que comparecerem ao evento.

O Solar do Jambeiro fica na Rua Presidente Domiciano, 195, Ingá, Niterói. Telefone: 2109-2222.

Confirme sua presença no evento na página do Facebook: https://www.facebook.com/events/1710650835890260


quarta-feira, 1 de junho de 2016

10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo chega à Niterói em Junho

A 10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo, realizada em todas as capitais do país e em mais de mil pontos de exibição espalhados por cidades brasileiras, acontece em Niterói entre os dias 08 e 10 de junho. Neste ano, um dos pontos de exibição escolhidos pela produção da Mostra, o Núcleo de Produção Digital de Niterói (NPD), órgão ligado à Subsecretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, tem o apoio do  Espaço Cultural Correios, que vai exibir seis filmes brasileiros, com entrada gratuita. Após as sessões haverá diversas atividades como debates e campanha para a emissão de documentos com isenção, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH). 

Página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1178096572209615 


PROGRAMAÇÃO

Dia 08 de Junho, quarta-feira, 18h
Solenidade de abertura oficial do evento

500 – Os Bebês Roubados Pela Ditadura Argentina
De Alexandre Valenti. Argentina/Brasil, 2013, 100 min. Documentário, 12 anos.
Durante a ditadura militar na Argentina foram sequestrados bebês e crianças, filhos de presos e desaparecidos políticos ou nascidos em prisões clandestinas ou centros de tortura e extermínio. O grupo "Avós da Praça de Maio" criou o “Banco dos 500”, para localizar as 500 crianças a partir de amostras de seus próprios sangues.

Após a sessão haverá debate sobre Infância/Direito à Memória e à Verdade, com Nadine Borges, ex-membro da Comissão da Verdade do Rio, e Waldeck Carneiro, Prof. da Faculdade de Educação da UFF e Deputado Estadual.



Dia 09 de Junho, quinta-feira, 16h

Abraço de Maré
De Victor Ciriaco. Brasil, 2013, 13 min. Documentário, Livre.
O dia a dia de quem mora em um centro urbano é sempre atribulado. Porém, bem no meio disso tudo, cinco pessoas vivem na mais pura sintonia entre a natureza e a cidade. Do asfalto ao mangue, o curta-metragem documental “Abraço de maré” traz para a tela a história de vida de uma família ribeirinha, que mora em uma casa de taipa às margens do rio Potengi. Esse filme nos leva a refletir sobre essa dualidade e sobre o quanto a realidade que nos parece ser tão distinta nos é, na verdade, tão próxima.

           
O Muro é o Meio
De Eudaldo Monção Jr. Brasil, 2014, 15 min. Documentário, 10 anos.
O documentário aborda pichações de protesto gravadas nos muros da Universidade Federal de Sergipe. São gritos de revolta pela falta de segurança no Campus, estrutura e qualidade de ensino. As pichações são mostradas como formas de indignação, reivindicação e também de comunicação contra a apatia das paredes brancas que abafam os conflitos socioculturais.



Após a sessão debate com o grafiteiro Marcos Paulo Alfa e estudantes.


Dia 09 de Junho, quinta-feira, 18h

Félix, o Herói da Barra
De Edson Fogaça. Brasil, 2015, 72 min. Documentário, Livre.
Félix, herói fundador da comunidade de Barra de Aroeira, Santa Tereza (TO), seria um ex-escravo que teria lutado na guerra do Paraguai e recebido de D. Pedro II uma grande extensão de terras, no antigo norte de Goiás, pela sua atuação no conflito. A perda do documento real, após a sua morte, gerou um conflito pela posse das terras entre seus descendentes e fazendeiros, que já dura mais de 50 anos. A comunidade atual então se auto reconheceu como quilombola para, em uma derradeira ação, garantir, ao menos, o direito à terra que ocupam.



Do Meu Lado
De Tarcísio Lara Puiati. Brasil, 2014, 14 min. Ficção, Livre.
As vidas de duas vizinhas, uma umbandista e uma protestante, começam a se cruzar quando uma infiltração abre um buraco na parede que divide suas casas. Com Áurea Martins e Maria Salvadora.

Após a sessão haverá Roda de Diálogo sobre Diversidade Religiosa com a presença do Babalawo,  Prof° Ivanir dos Santos e do Pastor Leandro Reis, da Igreja Deus Tem Mais.


Dia 10 de junho, sexta-feira, 18h

Porque Temos Esperança
De Susanna Lira. Brasil, 2014, 71 min. Documentário, 10 anos.
“Porque Temos Esperança” mostra a jornada de uma mulher pernambucana e a sua rejeição para tudo aquilo que parece não ter jeito. Vivendo profundos dilemas na vida pessoal e na tentativa de reconstruir outras vidas, ela inicia uma trajetória pelos presídios de Recife, na intenção de que pais reconheçam seus filhos. Experimentando na própria pele a solidão, Marli nos mostra que o afeto pode ser redentor e que a falta de esperança é o mal mais intolerável para o ser humano.

Durante o dia, de 10h as 17h, será montada uma tenda no Espaço Cultural dos Correios, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), para emissão de isenção de documentos e informações sobre programas sociais do Município.


SERVIÇO:

10ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Mundo – Edição Niterói
Quando: De 08 a 10 de junho
Onde: Espaço Cultural Correios (Avenida Visconde do Rio Branco 481, Centro, Niterói - Tel: 2622-3200) 
Evento gratuito